Bitcoin volta a atingir 60 mil dólares seis meses depois

A bitcoin está a cresce 4,74% para 60.110 dólares, faltando mais de três mil dólares para voltar a atingir o máximo.

Bitcoin

Ao fim de seis meses, a bitcoin volta a atingir os 60 mil dólares de avaliação, aproximando-se do seu valor máximo alguma vez registado. A subida da criptomoeda, de acordo com a “Reuters”, deve-se à confiança crescente dos investidores de que o regulador americano vai aprovar o lançamento de um exchange-traded fund (ETF) para futuros contratos.

A aprovação por parte dos reguladores é um movimento antecipado pelos investidores da moeda digital e pode levar a um aumento rápido da adoção de criptomoedas.

A bitcoin está a cresce 4,74% para 60.110 dólares, faltando mais de três mil dólares para voltar a atingir o máximo. O último máximo registado tinha sido de 59.030 dólares depois de um longo período a negociar em baixa. A moeda digital mais do que duplicou o seu valor desde o dia 20 de setembro.

Em abril, a criptomoeda tinha atingido o seu maior valor máximo de sempre, ficado avaliada em 64.895 dólares. Em julho de 2020, a moeda atingiu um novo mínimo de negociações, caindo abaixo dos 25 mil dólares.

“É amplamente esperado que o quarto trimestre do ano possa ver progressos significativos em torno dos ETF de bitcoin nos EUA”, afirmou Ben Caselin, responsável da AAX. Foi depois do anúncio que os investidores recomeçaram a aumentar o valor da moeda.

Além da bitcoin, também a Ether da Ethereum está a crescer 1,02% para 3.803,50 dólares, enquanto a Ada da Cardano está a decrescer 2,25% para 2.158 dólares. De facto, o mercado de negociação das criptomoedas está a mostrar uma reação mista à possível decisão positiva da comissão do mercado de valores mobiliários dos Estados Unidos.

Recomendadas

OPEP + concorda no aumento da produção de petróleo em janeiro

Por forte pressão principalmente dos Estados Unidos, a OPEP + aceitou fazer qualquer coisa para combater a subida dos preços do petróleo nos mercados mundiais. A decisão demorou, para desespero dos consumidores.

Wall Street com forte recuperação depois de vencer o medo da Omicron

Os sinais, ainda muito longe de estarem consolidados, de que a nova variante da Covid-19 oriunda de África do Sul não será tão grave como o esperado, foi suficiente para libertar os investidores. Um grande dia para os mercados.

PSI-20 cai 5,2% em Novembro. Grupo EDP e Jerónimo Martins lideraram representatividade

A Jerónimo Martins (15,10%), a EDP Renováveis (13,49%) e a EDP (10,42%) foram os emitentes com maior representatividade no índice. Os dados foram divulgados pela CMVM.
Comentários