Bloco de Esquerda irá apresentar na especialidade proposta de complemento de pensão

Catarina Martins garantiu que o partido poderá pedir a apreciação parlamentar dos decretos-lei que estão a ser negociados à margem do acordado com os partidos.

A coordenadora do Bloco de Esquerda, Catarina Martins, revelou, esta terça-feira, no debate de votação do Orçamento do Estado para 2019 (OE2019) na generalidade, que o partido levará à especialidade a proposta sobre o complemento de pensão “que compense o factor de sustentabilidade de quem tanto trabalhou”.

Numa intervenção no debate de votação na generalidade do documento – que terá os votos a favor do BE, a par do PS, PCP, PAN e PEV – Catarina Martins disse ainda que ainda que defenda a negociação colectiva, o BE não abdicará “sobre a concretização das normas orçamentais e sempre que as julgarmos contrárias ao acordado, não deixaremos de as trazer ao debate”.

A líder bloquista disse que o partido poderá, assim, pedir a apreciação parlamentar dos decretos-lei que estão a ser negociados à margem do acordado com os partidos.

Catarina Martins relembrou ainda “os riscos externos” decorrentes do contexto internacional e não poupou nas críticas à direita: “o CDS sem uma ideia para o orçamento decidiu saltar do orçamento para outra coisa qualquer. Falemos de Tancos e pode ser que ninguém perceba. O caso de Tancos é muito grave, o problema é que o CDS faz de Tancos uma escapatória para fugir ao debate sobre o orçamento”.

“O OE levanta duas questões que dividem o caminho entre a direita e a esquerda. A primeira é a universalidade do Estado social. Pergunta a direita porque não investimentos apenas em apoios aos mais desfavorecidos? Porque uma coisa são as medidas de combate à riqueza, que têm sido reforçadas a cada ano, e outra coisa é a defesa do Estado social e esse tem que assentar na universalidade das suas politicas. Quem ganha mais, paga mais impostos, na escola pública somos todos tratados de forma igual”, acrescentou.

Relacionadas

Jerónimo de Sousa reclama louros sobre aumento das pensões

Secretário-geral do PCP garantiu no debate de votação na generalidade do OE2019 que o partido intervirá “na especialidade para que se ultrapasse o limite de algumas propostas”.

OE2019 em debate na Assembleia da República. Acompanhe em direto

Assembleia da República discute hoje, pelo segundo dia consecutivo, o Orçamento de Estado para 2019.
Recomendadas

PS está na “posição ingrata” em que “todos lhe batem”, diz António Costa

Segundo o líder socialista, “a realidade” é que, “em cada um dos concelhos, a escolha é sempre uma, ou é o PS e as coligações PSD/CDS-PP ou é o PS e a CDU”.

“Maquiavel para Principiantes”. “Em vez do cartão amarelo ao Governo, podemos ter cartão vermelho ao líder da oposição”

“Mais importante do que bazucas, metralhadoras, helicópteros ou outro tipo de arsenal, há mais pessoas a acreditar numa vitória do PS do que num triunfo do PSD. Nestas eleições faz-se sentir muitas vezes o cartão amarelo ao Governo mas o que parece é que se está a preparar um cartão vermelho ao líder da oposição”, realçou Rui Calafate na edição desta semana do podcast do JE.

Portugal tem 83% da população totalmente vacinada contra a Covid-19

DGS contabiliza mais de 8,8 milhões de pessoas (86%) no país com pelo menos uma dose.
Comentários