PremiumBNP Paribas junta-se à rede de parceiros do Técnico

Protocolo reforça ligação entre o maior empregador de talento qualificado do país e a centenária escola de engenharia. O banco, que já emprega 135 antigos alunos do IST, tem 30 vagas ‘premium’ para graduados da casa.

À partida, um banco até nem parece ser uma grande saída profissional para quem estuda no Técnico, porém é num grande grupo financeiro francês que muitos portugueses formados pela maior escola de engenharia encontram a chave para uma carreira. E, a partir de agora, muitos mais irão encontrar.

Um protocolo assinado, no início desta semana, entre o BNP Paribas e o Instituto Superior Técnico reforça a ligação entre o maior empregador de talento qualificado do país e a centenária escola de engenharia da Universidade de Lisboa, conforme destacou o CEO do BNP Paribas Portugal, Fabrice Segui.

Do outro lado, Rogério Colaço, recentemente chamado à liderança do Técnico, deixou a sua primeira assinatura neste projeto enquanto presidente da instituição. Ao Jornal Económico explicou que aquilo que as empresas contratualizam com o Técnico é, acima de tudo, confiança.

Conteúdo reservado a assinantes. Para ler a versão completa, aceda aqui ao JE Leitor

Recomendadas

Hélder Rosalino reconduzido no Banco de Portugal com efeitos retroativos a 2019

Hélder Rosalino tem menos de três anos pela frente na administração do Banco de Portugal porque o Governo reconduziu o ex-governante social democrata, mas com efeitos retroativos a setembro de 2019. O mandato dos administradores do banco central são de cinco anos.

Fitch admite que o malparado dos bancos portugueses vai aumentar em 2022

Rafael Quina antevê que o malparado decorrente de 18 meses de moratória se vai fazer sentir especialmente em 2022. O analista disse ainda que há espaço para aumentar a consolidação bancária o que “ajudaria a melhorar os modelos de negócio da banca portuguesa, no sentido de  aumentar a resiliência e a rentabilidade”. Mas ainda há barreiras a derrubar.

Banco CTT vai recolher e reciclar cartões de débito inutilizados através de envelope RSF

“O Banco CTT tem neste momento uma base com mais de 600 mil clientes, pelo que acreditamos que juntarmo-nos a este movimento terá um impacto a prazo relevante na fomentação de hábitos de sustentabilidade ecológicos”, afirma no comunicado Luís Pereira Coutinho, Presidente Executivo do Banco CTT.
Comentários