Bolsa de Lisboa acompanha Europa em alta. CTT sobem 4%

A Sonae sobe 2,16%, para 0,69 euros, depois de ontem ter anunciado a emissão de um empréstimo obrigacionista, por subscrição particular, de 160 milhões de euros. As principais praças europeias negoceiam igualmente em alta nesta que é a última sessão antes da Páscoa.

Simon Dawson/Reuters

A bolsa de Lisboa abriu a sessão de quinta-feira (dia 9 abril) em terreno positivo, com uma subida de 0,94%, para 4.109,58 pontos. O PSI-20, que sobe agora 1,85%, acompanha os ganhos da Europa, e está a ser impulsionado essencialmente pelas fortes valorizações do BCP, que avança 2,54% (para 0,10 euros) e dos CTT, que ganham 4,16% (para 2,38 euros).

A Sonae sobe 2,16%, para 0,69 euros, depois de ontem ter anunciado a emissão de um empréstimo obrigacionista, por subscrição particular, de 160 milhões de euros, com maturidade de sete anos, para refinanciar empréstimos que vencem em 2022 e 2023. A dona do Continente comprou e amortizou ainda mil obrigações emitidas em junho de 2015 no valor de 100 milhões de euros.

Na praça lisboeta sobressaem ainda os títulos da Pharol (+3,16%), da NOS (+1,35%) e das empresas de energia EDP (+1,42%) e Galp Energia (+2,11%).

Por outro lado, a Jerónimo Martins desliza 0,23%, para 15,13 euros. Apesar da desvalorização de hoje, para os analistas do CaixaBank/BPI Research, a dona do Pingo Doce é um dos “melhores retalhistas, com um histórico comprovado e estrategicamente bem posicionado (proximidade, desconto forte, exposição a mercados emergentes)”. “As suas ações da acumulam um ganho acumulado desde o início do ano (são as únicas do PSI-20 em terreno positivo), face a uma perda em torno dos 17% registada pelo setor na Europa”, assinalam.

As principais praças do ‘Velho Continente’ arrancam o dia – o último de negociações antes da Páscoa – com o mesmo sentimento. O índice alemão DAX sobe 1,91%, o britânico FTSE 100 avança 3,06%, o francês CAC 40 ganha 1,71%, o holandês AEX cresce 1,39%, o espanhol IBEX 35 soma 1,60% e o italiano FTSE MIB sobe 1,75%. O Euro Stoxx 50 está com uma valorização de 1,47%.

Ramiro Loureiro, trader do Millennium bcp, destaca um relatório da JP Morgan, onde se afirma que “a economia mundial pode sofrer um impacto superior a 5 biliões de dólares), o equivalente a perder a economia japonesa. Admite ainda que a produção global pode não retornar aos níveis pré-vírus antes de 2022”.

O preço do petróleo continua a subir. A cotação do barril de Brent avança 3,01%, para 33,83 dólares, enquanto a cotação do crude WTI sobe 5,30%, para 26,42 dólares por barril. Quanto ao mercado cambial, o euro aprecia 0,12% face ao dólar (1,0869) e a libra esterlina “valoriza” 0,10% perante a divisa dos Estados Unidos (1,2398).

Notícia atualizada às 8h35

Ler mais

Recomendadas

Credores privados dizem que cobrar juros é essencial para manter ‘ratings’ 

Em causa está a assunção por parte de algumas agências de ‘rating’, como por exemplo a Moody’s, de que se os credores receberem menos do que o inicialmente contratualizado, isso configura um incumprimento financeiro, independentemente das razões e mesmo com o acordo dos credores.

Dados surpreendentes do emprego deram gás a Wall Street

Na última sessão da semana o Dow Jones disparou 3%, mas o recordista foi o tecnológico Nasdaq. O ‘rally’ deveu-se aos ganhos da banca e das companhias aéreas e de cruzeiros, das mais penalizadas durante o confinamento.

CMVM levanta suspensão da negociação das ações da SAD do FC Porto

A decisão surge depois de a SAD anunciar o adiamento do reembolso do empréstimo obrigacionista para 2021.
Comentários