Bolsa de Lisboa em terreno positivo com ganhos liderados pelos CTT e Galp

Destaque para o setor da energia, com a EDP Renováveis a subir 0,28% para 14,34 euros, e a EDP a ganhar 0,21% para 4,25 euros.

Justin Lane/EPA via Lusa

A bolsa de Lisboa abriu hojr a subir 0,34% para 4.298,58 pontos esta quarta-feira.

Os CTT lideram as subidas com um ganho de 1,36% para 2,60 euros, seguidos da Galp que sobe 1,31% para 9,10 euros. Segue-se a Jerónimo Martins que valoriza 0,46% para 14,05 euros.

Destaque para o setor da energia, com a EDP Renováveis a subir 0,28% para 14,34 euros, e a EDP a ganhar 0,21% para 4,25 euros.

Do lado das quedas, a Pharol lidera ao recuar 1,06% para 0,11 euros, seguida da Corticeira Amorim que perde 0,76% para 10,44 euros.

Nas notícias, a Galp anunciou na terça-feira a conclusão da transação com a espanhola ACS. Esta parceria tem o objetivo de desenvolver projetos de energia solar com um total de 2,9 gigawatts de capacidade.

A operação ficou fechada por 326 milhões de euros, com a Galp a ficar com 75% da empresa, com a ACS a ficar com 25%. Em termos de ativos já em operação, a companhia detém 914 megawatts.

A transação fez-se por 326 milhões de euros, tendo a Galp assegurado 75,01% da empresa, com a ACS a manter 24,99%, numa estrutura de controlo partilhado. O portfólio adquirido representa já 914 megawatts (MW) de produção fotovoltaica, com a expetativa de atingir os 2,9 GW em 2024.

Hoje, em Bruxelas, a presidente da Comissão Europeia vai realizar o seu primeiro discurso sobre o Estado da União Europeia perante o Parlamento Europeu.

Esta tarde, a Reserva Federal norte-americana vai anunciar a sua decisão sobre as taxas de juro.

Por cá, o O IGCP vai realizar um leilão de Bilhetes do Tesouro a 6 e 12 meses, com um montante indicativo entre 1.500 milhões de euros e 1.750 milhões de euros.

 

 

Galp conclui transação com a ACS e torna-se principal operador solar da Península Ibérica

Ler mais

Recomendadas

BCE estuda revisão do programa de compra de ativos de emergência

Dois membros do Conselho de Governadores adiantaram ao Financial Times que o banco central irá debater na próxima reunião a duração do PEPP e se os critérios de flexibilidade deverão ser estendidos aos outros programas de compra de ativos.

Bolsa de Lisboa em queda pressionada pelo BCP e Galp

Do lado dos ganhos, a Corticeira Amorim lidera com uma subida de 1,63% para 11,20 euros, seguidos pela EDP que ganha 0,59% para 4,24 euros.
joão_leão_tomada_posse_1

Topo da agenda: o que não pode perder na economia e nos mercados esta semana

Na semana em que será conhecido o défice orçamental do primeiro semestre, o Plano de Recuperação e Resiliência vai também estar em destaque, com audiências do primeiro-ministro aos partidos e ao Conselho Económico e Social sobre o tema, antes do debate no Parlamento. A centrar atenções estarão os dados da execução orçamental de agosto, mas também à votação da constituição da Comissão de Inquérito ao Novo Banco.
Comentários