PremiumBolsas europeias renovaram máximos históricos

A última quinzena de maio e o início de junho trouxeram renovação de máximos na Europa, mas em Wall Street já se começa a ver a lateralização.

O final do mês de maio e o início de junho ficaram marcados por um sentimento positivo por parte dos investidores. De uma forma geral, as vacinações continuam a decorrer sem grandes percalços e até a acelerar face ao esperado em diversas geografias, enquanto os estímulos monetários e fiscais prosseguem amplamente presentes. Estes fatores, quando combinados com um conjunto recente de dados macroeconómicos servem como sinais sólidos de uma recuperação económica global. Esta não é só a perspetiva dos investidores, mas também do Banco Mundial, que reviu em alta as suas previsões de crescimento económico global de 4,1% para 5,6% este ano, que a confirmar-se seria a recuperação mais acentuada desde 1940. Ainda assim, é importante notar que existe mais um tema em que quer a generalidade dos investidores, quer o Banco Mundial, estão sintonia: A recuperação será desigual, devendo ser mais rápida nos EUA e na China do que na zona euro.

Conteúdo reservado a assinantes. Para ler a versão completa, aceda aqui ao JE Leitor

Recomendadas

PremiumSuba: A um nível superior

E na freguesia de Santa Catarina, no bairro da Bica, junto ao miradouro do Adamastor, que se localiza um dos tesouros menos conhecidos da capital, o Hotel Verride Palácio Santa Catarina.

PremiumJoão Rodrigues: De câmara e fato de neoprene, a sua missão é salvar os oceanos

Premiado internacionalmente e colaborador regular da revista “National Geographic Portugal”, João Rodrigues não prescinde da sua câmara para divulgar os mares portugueses e sensibilizar a comunidade para a importância da sua conservação.

PremiumAbreu faz parceria na Guiné para responder a investidores

Crescente interesse de investidores na Guiné-Bissau levou a Abreu Advogados a reforçar a sua relação com a Armindo Serqueira Advogados, alargando a capacidade da rede em países de língua portuguesa.
Comentários