Bombeiros portugueses que prestaram socorro durante as cheias de Moçambique ainda não receberam

A missão contou com um total de 70 operacionais, mas cerca de 30 bombeiros profissionais e voluntários ainda não receberam o pagamento devido. A dívida data de março de 2019, quando o ciclone Idai devastou Moçambique.

Cerca de 30 bombeiros profissionais e voluntários portugueses rumaram para Moçambique em março de 2019, para ajudar as vítimas do ciclone Idai, mas o pagamento ainda não chegou. Quase um ano após o desastre que se abateu sobre Moçambique, a Proteção Civil está à espera de autorização para proceder ao pagamento de 35 mil euros, avança o ‘Jornal de Notícias’ esta quarta-feira, 15 de janeiro.

O valor em dívida corresponde à participação dos operacionais nas ações de resgate e apoio à população que foi afetada pelo ciclone. A Proteção Civil esclareceu à publicação que “não estão em causa remunerações, mas sim abonos devidos a título de ajudas de custo por deslocação ao estrangeiro”. De acordo com a entidade, este atraso deve-se ao facto de os operacionais não terem “vínculo permanente de emprego público”.

Na altura, foram deslocados 10 operacionais da Força Especial de Bombeiros e 20 bombeiros voluntários provenientes de oito corporações de Santarém. Alguns operacionais envolvidos destacam ao JN que o Estado ainda não reconheceu os participantes desta missão, quer em louvores ou condecorações.

Recomendadas

Santander lucra 6,5 mil milhões em 2019, menos 17% que em 2018

O banco espanhol apresentou resultados a caírem por causa dos custos extraordinários com a operação que tem no Reino Unido. Mas em Espanha os lucros subiram. O Santander Totta, em Portugal, contribuiu com 525 milhões de euros para o resultado líquido.

Nigel Farage: “O Brexit é apenas o início de uma reconfiguração na Europa”

O antigo presidente do UKIP e cofundador do Partido Brexit considera que a saída do Reino Unido da União Europeia é resultado de um exercício democrático. “Não há volta a dar. Isto é uma vitória”, afirmou esta quarta-feira em conferência de imprensa em Bruxelas.

Brexit: Parlamento Europeu carimba hoje saída do Reino Unido da UE

O Parlamento Europeu (PE) vota hoje, em Bruxelas, o Acordo de Saída do Reino Unido da União Europeia, a derradeira etapa formal para a efetiva consumação do ‘Brexit’ dois dias depois, em 31 de janeiro.
Comentários