Boris Johnson apoia os manifestantes de Hong Kong “até ao fim”

O candidato ao cargo de Theresa May admitiu estar do lado dos manifestantes de Hong Kong e sublinhou que o modelo “um país, dois sistemas” não deve ser posto de lado.

O candidato à corrida para a liderança do Partido Conservador, no Reino Unido, não escondeu estar do lado dos manifestantes de Hong Kong e referiu apoiar os protestos “até ao fim”.

Numa entrevista à Reuters, Boris Johnson comentou que “o povo de Hong Kong está no direito de estar céptico e preocupado com a proposta de extradição para o continente por ser politicamente motivada, arbitrária e por infringir os direitos humanos”.

“Por isso sim, eu apoio e tenho gosto em falar bem deles. Vou apoiá-los até ao fim”, rematou o antigo ministro dos negócios estrangeiros.

Na segunda-feira, centenas de manifestantes em Hong Kong cercaram e invadiram o Parlamento de Hong Kong após uma celebração que marcou o 22º aniversário da devolução do território à China pelos britânicos.

Hong Kong tem sido palco dos maiores protestos daquela região desde as manifestações na Praça da Paz Celestial, em Pequim, em junho de 1989.

“Gostaria de sublinhar aos nossos amigos em Pequim que o modelo “um país, dois sistemas” funcionou, funciona e não deve ser descartada”, acrescentou o candidato ao cargo de primeiro-ministro durante a entrevista.

Ler mais
Relacionadas

Boris Johnson insultou franceses mas ministério pediu para retirar frase polémica

Informação sobre a ofensa aos franceses surge numa altura em que os críticos atacam Johnson, devido ao seu carácter imprevisível e pouco confiável. Ainda assim, a popularidade de Boris Johnson permanece alta entre o Partido Conservador e os britânicos.

Brexit sem acordo é mais provável com Boris Johnson em Downing Street, alertam analistas

Analistas acreditam que Jeremy Hunt, ministro dos Negócios Estrangeiros e que é a favor de um Brexit com acordo, tem poucas hipóteses de vencer Boris Johnson nas eleições internas do Partido Conservador para a substituição de Theresa May.

Manifestantes em Hong Kong invadem o Parlamento. Veja as imagens da revolta

Após forçarem as janelas e portas do Parlamento, os manifestantes conseguiram entrar no edifício, segundo noticia a CNN. Veja as imagens do protesto contra a lei de extradição.
Recomendadas

Novo Presidente argentino quer agenda ambiciosa com o Brasil, para além da tensão com Jair Bolsonaro

O Presidente da Argentina, Alberto Fernández, destacou esta terça-feira no Brasil no seu discurso de posse no parlamento e pediu uma “agenda ambiciosa” apoiada pela história dos dois povos e não pela “diferença pessoal” com o seu homólogo brasileiro, Jair Bolsonaro.

Boris Johnson admite risco de falhar maioria absoluta nas eleições legislativas

Johnson aludiu às eleições de 2017, quando a antecessora Theresa May tinha uma vantagem nas sondagens mas acabou por não conseguir uma maioria de deputados na Câmara dos Comuns, precisando do apoio do Partido Democrata Unionista (DUP) da Irlanda do Norte para formar governo.

Boris Johnson recria cena da porta do filme “O amor acontece”. Hugh Grant já criticou vídeo

Na nova versão, o primeiro-ministro britânico pede o voto ao seu eleitorado para que o Reino Unido consiga avançar no processo do Brexit. Hugh Grant, que entrou no filme, já criticou o filme.
Comentários