Bosch com mais de 130 vagas de estágios remunerados em Aveiro, Braga e Ovar

A Bosch tem novo programa de estágios para as suas unidades localizadas em Aveiro, Braga e Ovar.

A Bosch abriu 130 vagas para o “Jump In”, um programa de estágios remunerados que permite a integração de jovens recém-licenciados e estudantes universitários nas unidades em Aveiro, Braga e Ovar.

O programa de estágios “Jump In” demonstra “a clara aposta nos perfis mais jovens e sobretudo na sua valorização e credibilização enquanto potenciais colaboradores da Bosch. Sabemos que é fundamental apostar nos mais jovens de forma a preparar o futuro da empresa e é nesse sentido que abrimos as nossas portas a estudantes e recém-licenciados”, afirmou Cláudia Santos Silva HR Country Coordinator.

Além das 130 vagas de estágio, a empresa apresenta o “Bosch Connect Day“, um programa que permitirá aos futuros engenheiros conhecerem o dia-a-dia de um centro de Investigação e Desenvolvimento (I&D) da Bosch em Portugal.

Estudantes e recém-licenciados das mais diversas áreas de engenharia vão poder candidatar-se para acompanhar um profissional da sua área neste programa estilo “shadow day” e, durante um dia inteiro, estarão em contacto com desafios e tarefas reais de um engenheiro.

Terão ainda a oportunidade de conhecer os mais recentes projectos da Bosch nas áreas da condução autónoma, dos sensores e da multimédia automóvel, bem como da termotecnologia e segurança nas cidades inteligentes. Este formato estende-se a Aveiro, Ovar e Braga e estará a decorrer até Maio de 2020.

PCGuia
Ler mais
Recomendadas

Sony e Microsoft juntam-se para desenvolver soluções de jogo na cloud

A parceria prevê também que a empresa nipónica utilize os data centers da empresa de Redmond com as atuais plataformas de gaming e streaming.
Brett King

Brett King: “A banca mudou mais nos últimos dez anos do que nos 500 anos anteriores”

O “padrinho das FinTech” veio a Lisboa falar sobre a banca do futuro. “Quem criou o maior depósito da história não foi um banco, foi a Alipay, que chegou a ter 300 mil milhões de dólares em depósitos”. Para o futurologista da banca, os bancos tradicionais têm de deixar de replicar os serviços financeiros no ‘mobile’ e passar a “pensar tudo do zero”.

PremiumMultibanco entra no ‘radar’ da Visa

SIBS desperta interesse em vários players do setor financeiro, mas falta consenso entre bancos acionistas. Santander reafirma oposição à venda.
Comentários