BPI vai cobrar 1,20 euros por transferência na MB Way

A subida do valor das transferências no BPI deve apanhar os clientes de surpresa, uma vez que aumenta o valor de transferência em seis vezes do que é aplicado atualmente.

Jose Manuel Ribeiro/Reuters

O banco BPI anunciou um aumento que nem todos os clientes vão gostar. As transferências através da aplicação de smartphones MB Way vão passar a custar mais, 1,20 euros por transferência intra ou interbancárias.

Esta agravação vai fazer com que o banco seja um dos mais caros, sendo apenas ultrapassado pelo BCP. Atualmente, o banco cobra 0,20 cêntimos por esta transação, e o aumento de um euro só vai entrar em vigor a 1 de maio, segundo as alterações ao preçário divulgadas pelo BPI.

A alteração do preço nas transferências da aplicação MB Way vai afetar todos os clientes do banco que não aderiram à “Conta Valor”, um pacote que está disponível desde que o BPI foi comprado pelo CaixaBank. Através de um valor mensal fixo, os clientes da “Conta Valor” têm acesso a um conjunto de serviço como a manutenção de conta, cartão de débito e transferências, sejam online ou através do MB Way.

Além deste aumento, o BPI vai passar a cobrar 34 cêntimos por mês pela manutenção de contas de serviços mínimos, que atualmente não apresentam qualquer custo.

Os depósitos de moedas nos balcões também vão ficar mais caros. O depósito até 100 moedas vai passar a custar 2,50 euros, e mais de 100 moedas vai passar a ter um custo de cinco euros. Atualmente, o depósito de mais de 100 moedas custa 3,5 euros. O talão de levantamento de cheques ao balcão, a partir de 1 de maio, vai passar a custar 4,75 euros, o que implica um aumento de 1,25 euros face aos 3,5 euros que esta ação custa atualmente.

Relacionadas

Caixa Geral de Depósitos aumenta preços das transferências online

A partir de 1 de maio, fazer transferências na CaixaDireta vai sair mais caro. O aumento é de 60%.
Recomendadas

PremiumCGD vende filial em Espanha acima do valor de mercado

A Caixa vendeu o Banco Caixa Geral ao Abanca com um múltiplo acima da média do mercado. O Price-to-Book Value inerente à transação foi de 0,74x acima da média na Ibéria que é de 0,57x.

Premium“O regime fiscal da poupança devia melhorar”

A mais antiga sociedade gestora portuguesa de fundos de pensões, a SGF, foi comprada pela Golden. O presidente, António Nunes da Silva fala do novo posicionamento estratégico.

Líderes da UE formalizam nomeação de Lagarde na presidência do BCE

Os líderes da União Europeia (UE) formalizaram hoje, em Bruxelas, a nomeação de Christine Lagarde como presidente do Banco Central Europeu (BCE), para um mandato de oito anos, não renovável, em substituição de Mário Draghi.
Comentários