Brexit antes do Natal: Boris Johnson promete saída antes da data

O dirigente britânico apresentou o manifesto do Partido Conservador em Telford, West Midlands, um documento de 50 páginas que é lançado a cerca de três semanas das eleições antecipadas do Reino Unido, as “mais cruciais da história moderna”, segundo Johnson.

DR Daniel Leal-Olivas/ REUTERS

O primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, garantiu hoje executar o ‘Brexit’ antes de 31 de janeiro para “unir o país e resolver o caos” se os conservadores ganharem as eleições antecipadas de 12 de dezembro.

O dirigente britânico apresentou o manifesto do Partido Conservador em Telford, West Midlands, um documento de 50 páginas que é lançado a cerca de três semanas das eleições antecipadas do Reino Unido, as “mais cruciais da história moderna”, segundo Johnson.

De acordo com o manifesto, a proposta de saída do ‘Brexit’ será novamente apresentada antes do Natal, para que seja votada pelos deputados e consumada no final de janeiro do próximo ano.

A saída do Reino Unido da União Europeia, um processo conhecido como ‘Brexit’, foi um dos temas dominantes do discurso do primeiro-ministro britânico, que apresentou a separação de Bruxelas como a chave para resolver toda a “amargura e caos” e depois “dar gás ao potencial de todo o país”.

Depois das eleições, a Câmara dos Comuns deverá realizar a sua primeira sessão no dia 17 de dezembro, e nessa mesma semana será celebrado o chamado discurso da Rainha, que marca o início da legislatura do Governo.

Recomendadas

Exportações portuguesas para Londres abrandam 0,2% até novembro para 3.383 milhões de euros

As exportações de bens portugueses para o Reino Unido abrandaram 0,2% até novembro, face a igual período de 2018, para 3.383 milhões de euros, enquanto as importações subiram 13,2% para 1.972 milhões de euros.

Governo britânico vai enfrentar desafios orçamentais e económicos devido ao Brexit

O governo britânico pode reivindicar vitória ao concretizar o Brexit a 31 de janeiro mas, resolvido o divórcio entre Reino Unido e União Europeia, falta negociar a relação futura e anteveem-se potenciais escolhas difíceis com impacto no orçamento britânico.

Oficial. Rainha Isabel II promulga saída do Reino Unido da UE

A Rainha aprovou a proposta do primeiro-ministro Boris Johnson e a saída do Reino Unido da União Europeia fica inscrita na legislação britânica.
Comentários