Britânicos detidos em Espanha depois de se recusarem a usar máscara em voo da KLM

Dois cidadãos britânicos voaram para Espanha através da Holanda, mas recusaram-se a usar máscaras a bordo, tal como exigido pela companhia aérea.

Dois passageiros britânicos recusaram-se a colocar a máscara num voo da companhia KLM e foram detidos pela polícia quando aterraram em Espanha.

O voo entre Amesterdão e Ibiza teve lugar na passada sexta-feira, segundo conta o The Independent, que noticia que os dois britânicos estariam embriagados.

A recusa em usar máscaras causou tensão a bordo com os restantes passageiros dando origem a cenas de violência.

As máscaras são obrigatórias nos voos da KLM e nos aeroportos da Holanda como parte das restrições sobre o coronavírus do país. A KLM disse que verificaram se os passageiros tinham máscaras consigo, e sublinham que a equipa lembrou os passageiros várias vezes antes e durante a viagem sobre o uso das mesmas.

Os dois homens foram contidos com a ajuda dos outros passageiros e mais tarde foram presos pela polícia espanhola na chegada a Ibiza.

Segundo um porta-voz da companhia aérea “dois passageiros indisciplinados recusaram-se a usar as suas máscaras faciais e estavam a incomodar os restantes passageiros de forma física e verbal”.

A companhia acrescenta ainda que “o piloto informou as autoridades locais e, à chegada, os dois passageiros foram presos. A segurança do voo não foi comprometida durante a viagem”.

Segundo vários leitores apontaram nos comentários à notícia, ao voarem para Espanha através da Holanda, os dois britânicos podem estar a tentar contornar a quarentena obrigatória de 14 dias imposta pelo Reino Unido aos viajantes com origem em Espanha, tal como acontece com Portugal.

Ler mais
Recomendadas

França regista 27 mortes e 11.123 infeções nas últimas 24 horas

França registou este domingo 27 mortos e 11.123 novos infetados pelo coronavírus, verificando-se um aumento das hospitalizações de dia para dia, anunciaram hoje as autoridades de saúde daquele país.

Itália regista 1.766 casos de infeção nas últimas 24 horas

A Itália registou hoje 1.766 novos casos da Covid-19, menos do que os 1.869 contabilizados no sábado, mas houve uma redução de quase 20 mil testes, de acordo com os dados divulgados pelo ministério da Saúde transalpino.

Covid-19: Espanha tenta travar contágios em Madrid. França rejeita confinamento e EUA ultrapassam 7 milhões de casos

Há medida que a segunda vaga atinge o mundo, os países tentam adotar medidas para travar o número de casos e mortes.
Comentários