British Airways multada em 22 milhões por falha na proteção de dados dos passageiros

O regulador da proteção dos dados admitiu à “Reuters” que teve em consideração o impacto económico da crise da Covid-19 nos negócios da British Airways antes de decidir a multa final.

A companhia aérea British Airways foi multada em 20 milhões de libras (22 milhões de euros) pelo grupo de proteção de dados britânico, avança a “Reuters”, sendo que esta é a maior multa de sempre aplicada à empresa gerida pelo IAG. De acordo com o grupo de proteção de dados, a British Airways falhou em proteger os dados pessoais e financeiros de mais de 400 mil passageiros.

“A omissão da ação era inaceitável e afetou centenas de milhares de pessoas, o que pode ter causado alguma ansiedade e angústia como resultado”, afirmou o gabinete do Comissário de Informação, relativamente a um ataque informático que a companhia aérea sofreu em 2018.

Atualmente, as ações da empresa que gere a companhia aérea caíram 1,55% na bolsa londrina para 94,28 libras (104,20 euros).

O regulador da proteção dos dados admitiu à “Reuters” que teve em consideração o impacto económico da crise de Covid-19 nos negócios da British Airways antes de decidir a multa final, que foi significativamente mais baixa perante a proposta de 183,4 milhões de libras (201,6 milhões de euros) do ano passado.

O gabinete do Comissário de Informação sustentou que os investigadores descobriram que a companhia aérea devia ter identificado os pontos fracos de segurança e tê-los resolvidos com medidas disponíveis à data da descoberta, algo que teria evitado o ataque informático à sua base de dados.

Recomendadas

Alphabet com lucros de 11,25 mil milhões de dólares num terceiro trimestre em que receitas voltaram a crescer

Vindos do primeiro trimestre com uma diminuição de receitas na história da companhia, a empresa-mãe da Google volta agora em força, em parte empurrada pelas verbas associadas à publicidade.

Facebook aumenta lucro no terceiro trimestre impulsionado pela publicidade

A rede social também revela que conseguiu diminuir para metade as despesas relacionadas com “geral e administração”, em grande parte devido ao encerramento de escritórios um pouco por todo o mundo, acompanhando a tendência do teletrabalho.

Amazon com lucros 6,3 mil milhões de dólares, acima das previsões dos analistas

A empresa do homem mais rico do mundo conseguiu lucros e receitas acima das projeções dos analistas, sendo que, para o último trimestre do ano, a empresa antecipa resultados ainda mais fortes, naquela que é uma das maiores ganhadoras na pandemia.
Comentários