PremiumBruno Bobone: “O ministro das Finanças determina o caminho do país e não devia ser assim”

O presidente da Câmara de Comércio e Indústria Portuguesa transmite a contestação do mundo empresarial em relação à hegemonia das Finanças, reivindicando maior protagonismo à Economia.

Bruno Pinto Basto Bobone preside à Câmara de Comércio e Indústria Portuguesa desde 2005, e é a oitava geração da sua família a liderar esta estrutura de apoio ao mundo empresarial. Um dos maiores projetos que promoveu foi o estudo “Hypercluster da Economia do Mar”, elaborado sob a orientação do ex-ministro das Finanças, Ernâni Lopes, que veio dar origem ao Fórum Empresarial da Economia do Mar. Esta quinta-feira realizou em Lisboa o ‘Growth Forum 2019’, a primeira iniciativa de um forum empresarial português, com participação de gestores globais, promovida pela CCIP. Entre as “queixas” que dirige ao Governo está a “falta de estratégia para as empresas portuguesas” e a “subjugação da política do Governo à liderança do ministro das Finanças”, que considera “um erro”. Defende maior visibilidade para o ministro da Economia, que é quem “deveria definir uma estratégia para as empresas e para o país”.

O Growth Forum 2019 surgiu para incentivar um aumento da internacionalização das empresas portuguesas?

Surgiu por várias razões. Portugal está neste momento num ponto em que tem que assumir a sua estratégia para o futuro. Estão a ocorrer alterações muito significativas que causam uma instabilidade enorme na nossa relação com a União Europeia, ao mesmo tempo que assistimos ao processo do Brexit, e que a nossa relação com os PALOP também está em evolução. Portanto, é o momento para desenhar uma estratégia, numa altura em que o mercado de Portugal é o mundo.

Conteúdo reservado a assinantes. Para ler a versão completa, aceda aqui ao JE Leitor.

Recomendadas

Embraer exporta mais de 300 milhões por ano

O grupo emprega cerca de 2.500 trabalhadores e espera atingir já no próximo exercício exportações de 400 milhões.

Queijaria de Jorge Coelho conquista prémio mundial

Para Jorge Coelho, administrador e promotor do projeto, “esta distinção representa a concretização de uma ambição da Queijaria Vale da Estrela que é o de elevar ao patamar da Excelência a qualidade de um produto como é o Queijo da Serra da Estrela DOP, ambição essa que faz parte da sua cultura”.

Agrival. Feira Agrícola do Vale do Sousa arranca com 350 expositores

A 40.ª edição da Agrival — Feira Agrícola do Vale do Sousa arranca já amanhã, 23 de Agosto, e decorrerá até ao dia 1 de Setembro, no Pavilhão de Feiras e Exposições de Penafiel. O último dia do certame conta com um desfile de tractores com alfaias agrícolas. Esta feira agrícola, considerada a maior do […]
Comentários