Bruno Fernandes: CMVM suspende ações do Sporting na bolsa de Lisboa

A suspensão acontece numa altura em que se espera que o Sporting feche hoje a venda de Bruno Fernandes para o Manchester United. O negócio está avaliado em 55 milhões de euros, mais 25 milhões dependendo do cumprimento de metas.

O conselho de administração da Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM) decidiu hoje suspender as ações do Sporting SAD na bolsa de Lisboa. O supervisor da bolsa aguarda a “divulgação de informação relevante” por parte do Sporting Clube de Portugal – Futebol SAD.

A imprensa tem estado a avançar que Bruno Fernandes vai viajar hoje para Manchester para assinar pelo Manchester United. O negócio total está avaliado em 80 milhões de euros: 55 milhões a pagar já e 25 dependentes do cumprimento de metas.

Em declarações à SIC Notícias, o atleta disse que a liga inglesa “sempre foi” a sua favorita, mas rejeitou despedir-se do Sporting. “Ainda não é o momento para a última mensagem dos adeptos do Sporting”.

O médio atacante de 25 anos chegou ao Sporting em 2017 vindo da Sampdoria em Itália, onde esteve seis temporadas. Pelo Sporting, jogou um total de 137 jogos oficiais marcando 63 golos.

Antes de rumar a Itália, passou por clubes portugueses como o Infesta e o Pasteleira. Pela seleção portuguesa conta com um total de 19 internacionalizações e dois golos.

Pelo Sporting, conta com uma Taça de Portugal e duas Taças da Liga. Por Portugal, conquistou a Liga das Nações.

Na Premier League vai encontrar um Manchester United na quinta posição, fora dos lugares que dão direito à Liga dos Campeões, a seis pontos do quarto classificado Chelsea, e empatado com o Tottenham de José Mourinho com 35 pontos.

Bruno Fernandes pode elevar compras do United ao Sporting acima dos 140 milhões de euros

 

Ler mais

Recomendadas

Grupo EDP impulsiona bolsa de Lisboa

Na bolsa portuguesa, dez empresas cotadas valorizam e oito empresas desvalorizam.

Dúvidas sobre Luís Filipe Vieira travam OPA do Benfica

CMVM tem dúvidas quanto ao preço e aos conflitos de interesses do presidente da SAD e de José António dos Santos, avança o “Jornal de Notícias”.

Goldman lança fundo de ações de impacto ambiental global

O portfólio concentrar-se-á nas empresas que a equipe da sociedade gestora de ativos acredita que podem apoiar uma maior sustentabilidade ambiental e estão bem posicionadas para beneficiar da procura a longo prazo. Isto inclui empresas alinhadas e que seguem cinco temas ambientais principais: Energia limpa; eficiência de recursos; consumo e produção sustentáveis; economia circular e sustentabilidade da água.
Comentários