Bruxelas alerta para o risco dos baixos salários em Portugal

Bruxelas considera que o país tem uma economia baseada em empregos piores em qualificações e em que as pessoas ganham abaixo da média.

A Comissão Europeia avisou que o emprego criado em Portugal é pouco qualificado e geralmente mal pago, noticia esta segunda-feira o Diário de Notícias/Dinheiro Vivo. Ao jornal, Bruxelas alertou para a existência uma economia baseada em empregos piores em qualificações e em que as pessoas ganham abaixo da média no país.

“Em 2017, o abrandamento verificado nos custos unitários do trabalho deveu-se, principalmente, ao facto de o crescimento dos salários ter continuado a ser lento. Isto pode ser explicado pela elevada proporção de empregos a ser criados em setores com perfis de baixas qualificações e salários abaixo da média”, refere ao DN um representante de Bruxelas.

Questionado pelo matutino sobre o motivo pelo qual existe um embaratecimento aparente da economia através do trabalho, o porta-voz da Comissão Europeia explica que os custos unitários do trabalho poderão estar a evoluir lentamente por causa da recuperação da produtividade, no entanto, pode dever-se aos salários baixos.

Isto porque a produtividade por trabalhador está a crescer 2,3% (2018 e 2019) e os salários médio por funcionário aumentam no máximo 1,7% ou 1,8%, nos próximos tempos, de acordo com o que adiantou o mesmo responsável ao diário. “As melhorias na produtividade estão, de facto, a conduzir a uma moderação adicional esperada nos custos unitários do trabalho em 2018”, sublinhou, em declarações à mesma publicação.

Relacionadas

OE com luz verde de Bruxelas, apesar de reticências sobre o défice

Previsões de outono da Comissão apontam falta de consolidação estrutural das contas públicas. Bruxelas emite opinião sobre orçamento no final do mês e vai utilizar “margem de apreciação” política.

Bruxelas prevê défice superior ao prometido pelo Governo para 2018

Previsões da comissão Europeia apontam para défice de 1,4% no próximo ano, quando Orçamento do Estado indica 1%.

UE/Previsões: Bruxelas revê em alta crescimento na zona euro para valor mais alto da década

A Comissão Europeia reviu hoje em alta as projeções de crescimento económico da zona euro para 2017, que estima agora que atinja os 2,2%, “o ritmo mais rápido numa década” e significativamente acima das previsões da primavera (1,7%).
Recomendadas

Alunos com propinas em atraso desde 2011 podem fasear pagamento da dívida

Todos os estudantes de instituições públicas que ficaram com dividas em atraso desde janeiro de 2011 terão agora de regularizar a sua situação, segundo decisão de hoje no último plenário da legislatura.
Powered by

Quem é Quem no Sector da Formação em Portugal 2019

Como se compara Portugal com os países de nível de desenvolvimento semelhante?

Com ou sem experiência. Azores Getaways está a recrutar recém licenciados

Empresa açoriana abriu 10 vagas na área da engenharia de software. As candidaturas estão abertas até ao dia 15 de agosto. Conheça as vagas que se pretende ocupar.
Comentários