Cabo Verde Airlines com 12 novas rotas: passa a voar diariamente para Lisboa em julho

​O presidente interino da Cabo Verde Airlines Mário Chaves revelou a nova estratégia da companhia e a expansão para 12 novos destinos internacionais, dando destaque a Lisboa. ”O turismo é uma peça muito importante na Islândia e queremos que seja muito importante em Cabo Verde”, afirmou na BTL.

A Cabo Verde Airlines vai passar a voar diariamente para Lisboa a partir de julho. Além da capital portuguesa, a transportadora vai ter outras 11 novas rotas: Boston, Washington, Fortaleza, Recife, Salvador, Dakar, Lagos, Luanda, Paris, Milão e Roma.

A nova estratégia da empresa após a privatização anunciada no início do mês foi apresentada na Bolsa de Turismo de Lisboa (BTL) por Mário Chaves presidente interino da  Cabo Verde Airlines.

A companhia área revelou que vai apostar em 12 novas rotas, sendo que com destino a Lisboa a empresa cabo-verdiana vai passar a realizar voos diários desde a Ilha do Sal, em Cabo Verde, a partir de 1 de julho. “O mercado português vai ser servido com voo diário.”, começou por explicar em declarações ao Jornal Económico. ”É o único destino que temos a ser servido com voo diário. O voo diário será a partir de 1 de Julho, como tivemos no ano passado”, disse o responsável, explicando que a operação representa “um aumento relativamente ao Sal para Lisboa, não de Cabo Verde para Lisboa”.

“Hoje, temos um voo diário misturado entre Praia e Sal. Em relação ao Sal, há um aumento de três frequências e meia, porque inclui uma perna, para sete frequências. Mas, como disse, é o que operámos no ano passado”, sublinhou.

Quando questionado sobre as expectativas da companhia, Mário Chaves afirmou que “o ano passado mostrou que havia mercado para isso” e acrescentou que a “ocupação está a crescer”, daí a confiança da companhia área liderada agora pelos islandeses. “A nossa ocupação está a crescer, a privatização aconteceu agora, as ações de marketing vão arrancar. É normal que o mercado não estivesse estabelecido, havia dúvidas de que isto iria acontecer. Agora que há certezas, estamos confiantes.” vincou.

A Loftleidir Cabo Verde fechou acordo com o Governo de Ulisses Correia e Silva para comprar 51% da Transportes Aéreos de Cabo Verde ou Cabo Verde Airlines (TACV). A Loftleidir Cabo Verde é detida em 70% pela Loftleidir Icelandic e em 30% por empresários islandeses.

Durante a apresentação da nova estratégia, Mário Chaves indicou Boston, Washington, Fortaleza, Recife, Salvador, Dakar, Lagos, Luanda, Paris, Milão e Roma como os restantes novos destinos. ”A nossa missão é ligar os 4 continentes”, referiu. ”Os nossos planos são para abrir estes voos em outubro, no inverno”, salientou.

Relativamente aos aviões que terá a operar, o CEO interino adiantou que atualmente a empresa tem dois aviões a operar em permanência e que durante o verão serão três, atingido os quatro até final do ano. Até 2023, juntar-se-ão à frota dois aviões por ano até atingir os 12 aparelhos.

A Cabo Verde Airlines espera, assim que esta nova estratégia impacte o turismo no arquipélago africano, ”achamos que Cabo Verde tem hipóteses de ter um aumento de turismo e fluxo de passageiros a visitar, tendo em conta o modelo que escolhemos que foi o mesmo modelo aplicado na Islândia”, revelou ao JE. ”O turismo é uma peça muito importante na Islândia e queremos que seja muito importante em Cabo Verde”, vincou.

 

Como os islandeses vão pegar numa companhia aérea de Cabo Verde para encurtar distâncias entre África, Europa e as Américas

Ler mais
Relacionadas

Como os islandeses vão pegar numa companhia aérea de Cabo Verde para encurtar distâncias entre África, Europa e as Américas

Uma companhia islandesa comprou 51% da Cabo Verde Airlines. A Loftleidir quer comprar mais aviões para aumentar as rotas da companhia em três continentes a partir da sua plataforma na ilha do Sal.

Capital da Guiné-Conacri será o 17º destino da TAP em África

A companhia passa a voar para 17 cidades em 11 países africanos.

Companhia aérea angolana TAAG retoma voos para Cabo Verde

A transportadora aérea tinha interrompido a ligação entre Luanda e a Ilha do Sal em 2016.
Recomendadas

Cerimónia fúnebre de Dom Paulino Évora reúne centenas de pessoas na Praia

A ilha de Santiago disse adeus ao primeiro bispo de Cabo Verde. Dom Paulino Évora foi ordenado sacerdote em Portugal em 1962.

Jogos Africanos de Praia fazem de Cabo Verde destino desportivo

“Esta aposta vale a pena porque está dentro da estratégia de tornar Cabo Verde num país relevante no mundo de organizações de eventos desportivos”, disse o ministro do Desporto cabo-verdiano.

Empresas privadas com “expectativas enormes” sobre fórum de investimento em Cabo Verde

O Cabo Verde Investment Forum está agendado para os próximos dias 1, 2 e 3 de julho. “A questão do financiamento continua a ser um dos grandes desafios para o sector privado nacional”, disse o secretário-geral da Câmara de Comércio de Sotavento.
Comentários