Cabo Verde vai ter centro cultural da Atlanticulture

A instituição liderada por Sérgio Nóbrega e José Paulo do Carmo pretende fazer de Cabo Verde a primeira etapa do seu processo de internacionalização, seguindo-se Angola, Moçambique e Macau. Novo centro, na Praia, vai promover eventos culturais e receber artistas internacionais.

A Atlanticulture, incubadora cultural e criativa do Atlântico, deu esta semana o primeiro passo da sua estratégia de internacionalização. Os responsáveis desta unidade de produção de conhecimento na área das artes, sediada no Machico (Madeira), foram recebidos pelo ministro da Cultura e das Indústrias Criativas de Cabo Verde, Abraão Vicente, com vista à abertura de um centro cultural no país.

A instituição liderada por Sérgio Nóbrega e José Paulo do Carmo, fundada em 2012, pretende fazer de Cabo Verde a primeira etapa do seu processo de internacionalização, seguindo-se Angola, Moçambique e Macau.

“A Atlanticulture Center quer fazer uma rede de centros culturais da mesma dimensão e com a mesma dinâmica que foi inaugurada na Madeira. O grupo quer expandir-se por Cabo Verde, Luanda (Angola), Maputo (Moçambique) e provavelmente em Macau. O objetivo é criarmos uma rede que faça programações culturais a nível destes países. Por exemplo, na Madeira abriu-se a exposição de DDiArte que é uma das duplas mais conhecidas no mundo da fotografia digital. Queremos trazer esta dinâmica e esses artistas para Cabo Verde, algo que só iremos conseguir de facto com a mobilização de fundos europeus”, anunciou Abraão Vicente, segundo uma nota divulgada na Página Oficial do Governo de Cabo Verde.

“A Atlanticulture tem como principal campo de acção a criatividade e a cultura contemporânea, desde uma perspetiva inclusiva e multidisciplinar. Comprometidos com a cultura como ferramenta para reformular a sociedade contemporânea, gerar mudanças efectivas e impactos positivos, a Atlanticulture está constantemente à procura de respostas aos desafios modernos, tanto sociais, humanos e materiais, combinando criatividade, economia, indústria, comunicação, pesquisa e inovação”, adianta a mesma nota.

O ‘Atlanticulture Center’, promovido pela Atlanticulture, tem como missão a promoção e desenvolvimento das Artes, Cultura e Criatividade da Madeira e assume-se como Incubadora Cultural e Criativa do Atlântico.

Recomendadas

União Europeia financia segurança documental em Cabo Verde e Guiné-Bissau

O acordo facilita registos civis, emissão de documentos de viagem, passaportes e documentos de identificação entre os cidadãos dos dois países.

Acordo de modalidade da CPLP só será finalizado em novembro

“A comissão técnica deve apresentar o texto final aos ministros dos Negócios Estrangeiros, na sessão extraordinária do Conselho de Ministros da CPLP, previsto para janeiro de 2020, em Cabo Verde”, disse Luís Filipe Tavares.

Centro de Língua Portuguesa Camões inaugurado amanhã em Mindelo

O centro de língua portuguesa localizado em Cabo Verde integra uma rede de mais de 70, presentes em 43 países, e é financiado pelo Instituto Camões.
Comentários