Cafôfo defendeu medidas de apoio à aquisição de casa e arredamento

O candidato do PS Madeira ao Governo Regional entende que a coesão económica e social e a estabilidade familiar só se consegue com uma habitação digna.

O candidato do PS Madeira ao Governo Regional, Paulo Cafôfo, defendeu medidas de apoio à habitação e ao arrendamento e ainda ao emprego, durante um contacto com a população em Santa Cruz.

“A coesão social e económica e a própria estabilidade familiar só se conseguem com uma habitação digna, e temos muitos grupos vulneráveis de pessoas que não têm acesso a habitação”, denunciou Cafôfo.

O candidato socialista referiu que os jovens “necessitam de um apoio nesses primeiros passos da emancipação e da sua independência”, reforçando a necessidade de existirem ainda políticas direccionadas para o apoio à aquisição da primeira habitação e ao arrendamento desta faixa da população.

O apoio às rendas e a reabilitação foram medidas identificadas por Cafôfo como importantes para trazer os jovens para os centros urbanos e ainda dinamizar e a reabilitar os centros das cidades.

Cafôfo defendeu ainda a aposta na qualificação, e ainda estímulos à diversificação da economia, em que se inclui a economia do mar.

No entender de Cafôfo só como o “aceleramento económico” é que se pode criar emprego e dar oportunidade aos jovens.

Ler mais
Recomendadas

Presidente da Assembleia da Madeira pede revisão urgente do Estatuto Político Administrativo

O recentemente eleito presidente da Assembleia Legislativa da Madeira disse que um dos desígnios do mandato será “aproximar os eleitos dos eleitores”. José Manuel Rodrigues sublinhou que o parlamento regional deve ir de encontro ao povo e à comunidade.

José Manuel Rodrigues eleito presidente da Assembleia da Madeira

A Assembleia Legislativa da Madeira elegeu a composição da mesa do parlamento regional.

Rendas da casa registam subidas pelo quinto mês na Madeira

A manutenção e reparação de habitação é outro serviço que tem sofrido uma subida de preços, de acordo com o Índice de Preços no Consumidor.
Comentários