Caiado Guerreiro assessora Baobab em negócio em Angola

O escritório foi responsável pelo apoio legal na adjudicação de duas unidades têxteis ao grupo, avaliadas em cerca de 420 milhões de euros.

A sociedade de advogados Caiado Guerreiro & Associados prestou assessoria jurídica à empresa Baobab Cotton Group, originária do Zimbabué, num concurso público em Angola que adveio do processo de privatização da petrolífera Sonangol.

O escritório português foi responsável pelo apoio legal na adjudicação de duas unidades têxteis ao Baobab Cotton Group, avaliadas em cerca de 500 milhões de dólares (aproximadamente 420 milhões de euros).

Em causa está um concurso público – no qual estiveram envolvidas 30 empresas – para privatização de 13 unidade industriais na Zona Económica Especial (Viana), em que Angola arrecada cerca de 3,5 mil milhões de dólares (perto de 2,9 milhões de euros), através da adjudicação de contractos. As empresas do ramo das indústrias têxteis África Têxtil (Benguela) e Comandante Bula (Cuanza Norte) ficaram com o grupo Baobab Cotton.

A equipa da Caiado Guerreiro, liderada por João Caiado Guerreiro, Sandra Jesus e Paulo Costa, esteve encarregue da totalidade do processo relacionado com o concurso público e preparação e revisão documental envolvida na transação, além do trabalho de análise e assessoria em todos os passos do processo.

“Estamos bastante satisfeitos com os resultados obtidos. É gratificante ter a Caiado Guerreiro associada a um negócio desta importância e dimensão e, acima de tudo, conseguir entregar aos nossos clientes os resultados por eles esperados”, afirmou o sócio João Caiado Guerreiro, em comunicado.

Recomendadas

PremiumOrdem recebe queixas de inscrições indevidas na Segurança Social

A sustentabilidade da Caixa de Previdência dos Advogados e Solicitadores está em debate na AR. Jovens defendem que firmas devem comparticipar.

Brexit & RGPD: sinais de um mundo interdependente

A importância e complexidade regulatória inerentes à Proteção de Dados é, desde logo, fundada na necessidade de troca de informações com o Reino Unido para fins de segurança e prevenção de ameaças do foro criminal.
ana_catarina_mendes_ps

PS propõe comissão para avaliar integração da Caixa de Previdência dos Advogados na Segurança Social

O grupo parlamentar socialista considera que o atual sistema de previdência dos advogados e solicitadores é “desajustado” e não tem “nenhum cariz assistencialista”, e deve refletir-se sobre a sua integração na Segurança Social.
Comentários