Caixa Geral está a vender Mercedes para atingir metas da recapitalização

Campanha de crédito “imbatível” está a chegar por email a clientes. Banco justifica com metas “extremamente exigentes”. E diz que não está a promover o endividamento, pois clientes acederiam na mesma a outras opções de financiamento do mercado.

A Caixa Geral de  Depósitos (CGD) está a enviar emails a clientes do banco público para vender a crédito automóveis da marca Mercedes-Benz Classe A. A campanha é apontada como “imbatível”  com rendas mensais de 331 euros a 72 meses e foi lançada no início desta semana, dirigindo-se a todos os clientes da Caixa, independentemente do envolvimento financeiro. Em breve vai estender-se também a empresas para venda de furgões comerciais da mesma marca.

Ao Jornal Económico fonte oficial do banco público  justificou  a campanha com necessidade de atingir “metas  extremamente exigentes decorrentes do plano de recapitalização acordado com as autoridades Europeias”. Um plano que levou à injecção de capital de cinco mil milhões de euros e que obrigou a CGD a implementar um plano estratégico até 2020 que prevê objetivos ao nível da eficiência (redução de custos operacionais em 20% até 2020) e rendibilidade com uma rentabilidade dos capitais próprios (RoE) acima dos 9%, segundo avança o Jornal Económico esta sexta-feira, 26 de abril (acesso pago).

Fonte oficial da CGD assegura agora que para atingir as metas do plano de recapitalização “tem de atingir níveis de rentabilidade que, face ao enquadramento conhecido do nível das taxas de juro, passa necessariamente pela concessão de crédito, preferencialmente numa lógica de longo prazo”. E avança que a campanha de leasing automóvel termina a 30 de junho.

 

Recomendadas

Crédito Agrícola elege hoje novos órgãos sociais

A lista encabeçada por Licínio Pina é a única concorrente. O atual presidente está à frente dos destinos da Caixa Central de Crédito Agrícola desde 2013.

BCP compromete-se a apresentar contraproposta salarial para 2018

Presidente do Sindicato dos Bancários do Norte diz que o BCP se comprometeu a entregar uma contraproposta “no início da próxima semana” para ser avaliada pelos sindicatos e discutida na próxima reunião.

Grandes devedores da banca: Ferro Rodrigues agenda para dia 28 de maio a reunião que vai definir acesso

Até à implementação das regras de acesso e de divulgação, o relatório extraordinário fica depositado no gabinete do Ferro Rodrigues. Há uma parte do relatório que não será tornado público por causa de questões de sigilo.
Comentários