Calendário fiscal. Estas são as datas que deve reter

Chegou a altura dos contribuintes portugueses olharem para o calendário fiscal e perceberem as datas das obrigações e, mais importante, até que dias se pode proceder ao pagamento.

O novo ano já conta com nove dias de duração, e chegou a altura dos contribuintes portugueses olharem para o calendário fiscal e perceberem as datas das obrigações e, mais importante, até que dias se pode proceder ao pagamento.

A informação completa está disponível no site das Finanças (ou aqui) mas reunimos a lista das datas mais importantes para conseguir organizar o seu calendário fiscal da forma mais fácil.

Data:Entrega de:
Até 15 de fevereiroConsulta e atualização, por transmissão eletrónica, os dados relativos à composição do agregado familiar e outros elementos pessoais relevantes
Até 25 de fevereiroConsulta e validação das faturas transmitidas por via eletrónica pelos comerciantes à Autoridade Tributária e Aduaneira de forma a maximizar as possíveis deduções e reembolso fiscal
Até 15 de marçoPrazo para a Autoridade Tributária apurar os valores das deduções
Até 31 de marçoPrazo para reclamar dos valores de deduções apurados.
De abril até 30 de junhoEnvio ou confirmação, por transmissão eletrónica de dados, da declaração de rendimentos modelo 3 de IRS e respetivos anexos
Até 31 de julhoPrazo limite para receber o reembolso do IRS, sendo que a declaração tenha sido entregue até 30 de junho (dentro do prazo)
Até 31 de agostoData limite para pagar o IRS ao Estado

 

Recomendadas

Portugueses aderem a compras online mas têm menos dinheiro para gastar

A Intrum aconselha os consumidores a estabelecerem prioridades na Black Friday. “As promoções online são uma mais valia nesta fase em que temos de estar o mais resguardados possível”, refere o diretor geral da empresa em Portugal.

Recebeu um SMS com reembolso de imposto de 105 euros para si? Fisco alerta para fraude e pede para ignorar

Autoridade Tributária (AT) alerta para mensagens falsas enviadas para o telemóvel a pedir para carregar em links que são fornecidos para receber alegados reembolsos de impostos de 150 euros a contribuintes. Objetivo: Objetivo é “convencer” o destinatário a aceder a páginas maliciosas. Fisco avisa que mensagens “devem ser ignoradas”.

Produtos de poupança dos seguros terão de ser redesenhados

Enquanto se espera pelo Produto de Poupança Europeu, o PEPP, os seguradores nacionais estão adaptar-se com novas ofertas num contexto difícil. Novos incentivos fiscais vinham a calhar para fazer crescer a motivação para a poupança.
Comentários