Câmara de Oleiros cria Fundo de Emergência Empresarial no valor de 100 mil euros

O município de Oleiros explica que a criação deste fundo surge na sequência da pandemia da covid-19 e atendendo à emergência de saúde pública que se vive.

A Câmara de Oleiros, no distrito de Castelo Branco, criou um Fundo Municipal de Emergência Empresarial, no valor de 100 mil euros, destinado a empresários em nome individual ou empresas com sede social no concelho, foi hoje anunciado.

Em comunicado, o município de Oleiros explica que a criação deste fundo surge na sequência da pandemia da covid-19 e atendendo à emergência de saúde pública que se vive.

“É neste contexto que surge o Fundo Municipal de Emergência Empresarial, com uma dotação de cem mil euros, destinada a empresários em nome individual ou empresas com sede social no concelho de Oleiros”, lê-se na nota.

Os setores elegíveis são a restauração e similares, comércio, prestação de serviços, e indústria.

“Além das medidas nacionais de apoio às empresas e respetivos trabalhadores, o município [de Oleiros] entende que deve complementar este esforço assegurando o apoio ao emprego e à economia local”, sustenta.

Os interessados podem entregar a candidatura na Câmara de Oleiros até ao dia 19 de junho, através do preenchimento de um formulário e da entrega da documentação requerida pela autarquia.

Portugal contabiliza 1.289 mortos associados à covid-19 em 30.200 casos confirmados de infeção, segundo o último boletim diário da Direção-Geral da Saúde (DGS) sobre a pandemia.

Relativamente ao dia anterior, há mais 12 mortos (+0,9%) e mais 288 casos de infeção (+1%).

O número de pessoas hospitalizadas baixou de 608 para 576, das quais 84 em unidades de cuidados intensivos (menos oito).

A DGS assinala também que o número de doentes recuperados passou de 6.452 para 7.590 (+1.138).

Portugal entrou no dia 03 em situação de calamidade devido à pandemia, depois de três períodos consecutivos em estado de emergência desde 19 de março.

Ler mais

Recomendadas

Azul votou favoravelmente a saída da TAP. Estado tem luz verde para a reestruturação

“Neeleman tinha a TAP na mão, com 84,2% dos direitos económicos”, recorda um ex-quadro da TAP. Mas a hipótese da nacionalização da companhia acelerou a saída dos brasileiros da Azul, que votaram favoravelmente o “adeus” à TAP esta segunda-feira, 10 de agosto, no Estado de São Paulo.

Gaia aprova intervenções em empreendimentos sociais no valor de 20 milhões de euros

“Na próxima semana já começam obras em vários”, disse esta tarde, em reunião camarária, o presidente da câmara de Vila Nova de Gaia, Eduardo Vítor Rodrigues, sobre um investimento que resulta de candidatura Plano Estratégico de Desenvolvimento Urbano (PEDU).

Empresas com novo apoio à retoma recebem ajuda para subsídio de Natal em 2021

A jurista Alexandra Marcelino explicou que o trabalhador com redução de horário no âmbito do novo apoio extraordinário à retoma progressiva da atividade “tem direito a subsídio de Natal por inteiro”.
Comentários