Câmara do Funchal identifica 232 prédios devolutos

A intenção passa por reabilitar estes edifícios ou coloca-los no mercado de arrendamento.

A Câmara Municipal do Funchal tinha identificado inicialmente 328 prédio devolutos. Após uma audiência com os inquilinos foram retirados 96 prédios dessa lista, estando agora 232 prédios identificados, no Funchal, como devolutos.

O presidente da autarquia, Miguel Gouveia, explica que a intenção passa por permitir que estes edifícios passem por reabilitação ou que sejam disponibilizados para o mercado de arrendamento.

Miguel Gouveia sublinhou que vai ser triplicado o IMI a triplicar nestes edifícios devolutos.

A intenção passa também por corrigir situações de insegurança e insalubridade. “Pode ser agravado IMI, se se mantiver os prédios devolutos. Se for identificado que coloca em risco a segurança de pessoas e bens, pode-se utilizar ferramentas como a posse administrativa ou a expropriação. estes são instrumentos de fim de linha”, explicou o autarca.

Recomendadas

Madeira quer estar incluída no Banco de Fomento até final do mês

O vice-presidente do executivo madeirense considerou que “se há uma ajuda comunitária à constituição de um banco de fomento para servir a nível nacional, não faz qualquer sentido as regiões não estarem lá representadas”.

Madeira: CDS-PP espera que nova Lei das Finanças Regionais esteja em vigor no primeiro semestre de 2022

o PSD e o CDS-PP já apresentaram as suas propostas para uma nova Lei das Finanças Regionais. Entre elas a integração de um Fundo de Coesão Social, que compense os custos acrescidos das regiões autónomas na Educação e Saúde, e alterações na fiscalidade, que prevê que as taxas de IRS e IRC variem consoante as necessidades.

Saiba o que pode fazer para poupar água

Equipe as torneiras da sua casa com redutores e reduza o seu caudal em cerca de 50%.
Comentários