Câmara do Funchal investe 47 mil euros em sistema de radiocomunicação no Parque Ecológico

Estes aparelhos vão garantir a cobertura de comunicação em todas as áreas do concelho, beneficiando também os restantes trabalhadores do município.

A Câmara Municipal do Funchal (CMF) vai instalar, no Parque Ecológico do Funchal, um novo sistema de radio comunicação, que permite às várias equipas de trabalho poderem comunicar entre si, a todo o momento e em qualquer lugar, num espaço que, pelas suas especificidades morfológicas, não possui cobertura das operadoras de rede móvel em toda a sua extensão, num investimento de 47 mil euros. Estes aparelhos vão garantir a cobertura de comunicação em todas as áreas do concelho, beneficiando também os restantes trabalhadores do município.

A Vice-Presidente da Autarquia, Idalina Perestrelo, que tutela o pelouro do Ambiente, explica que ”

“A instalação deste novo equipamento vem melhorar a comunicação e a segurança no nosso Município, permitindo monitorizar e dar seguimento, de uma forma mais eficiente, a diversas tarefas e operações florestais levadas a cabo diariamente pelos nossos colaboradores. Este é um passo importante para garantir que a transmissão e a receção de mensagens entre as nossas equipas de trabalho, sejam realizadas de forma rápida, sem falhas, ruídos ou interferências, mesmo que estes elementos se encontrem em zonas onde a rede de telemóvel é nula, nomeadamente em cotas elevadas e vales encaixados”, explicou a Vice-Presidente da Autarquia, Idalina Perestrelo, que tutela o pelouro do Ambiente.

A rede rádio será composta por toda a infraestrutura e equipamentos necessários ao seu funcionamento, com repetidores, rádios portáteis, rádios base, aerogerador, antenas omnidirecionais, antenas para rádio móvel, painéis solares, software de localização geográfica e de gestão, entre outros.

Neste contexto, será igualmente instalado, no Pico Alto, um repetidor e os equipamentos imprescindíveis para garantir a autonomia de energia em caso de falha da rede elétrica, e que também vão servir de apoio aos restantes equipamentos existentes no local, nomeadamente da estação meteorológica da Câmara, que é utilizada pelo IPMA (Instituto Português do Mar e da Atmosfera), e dos equipamentos de rádio Wi-Fi que disponibilizam o acesso à rede de internet e telefone do Parque Ecológico do Funchal.

“Estes aparelhos são uma vantagem para as populações que servimos, e uma garantia na defesa da segurança pública da nossa cidade. Em eventuais cenários de catástrofe estes sistemas de radiocomunicação são mais fiáveis do que a rede móvel, sobretudo pela sua simplicidade e disponibilidade, e no caso do Parque Ecológico do Funchal, agora que entramos na época de verão e de incêndios, será fulcral na vigilância ativa da área florestal municipal”, destacou Idalina Perestrelo.

Ler mais
Recomendadas

Madeira: PS defende Plano Regional de Saúde Mental Escolar e mais recursos para os estabelecimentos de ensino

Na ótica do deputado socialista, este trabalho deverá ser feito não só dentro da escola, mas deve envolver também os centros de saúde, o SESARAM, outros técnicos e enfermeiros desta especialidade.

16% da população empregada da Madeira diz ter trabalhado a partir de casa

Daqueles que reportarem ter estado em teletrabalho, 88% diz que o principal motivo se deveu à pandemia, enquanto que no território nacional a percentagem subiu para os 91%.

Governo Regional da Madeira aprova 84 mil e 500 euros em contratos-programa

São três contratos-programa no valor de 60 mil, 15 mil e 9 mil e 500 euros.
Comentários