Câmara do Funchal recebe doação de obra completa de José Saramago

A Feira do Livro do Funchal será em homenagem à vida e obra de José Saramago, galardoado com o prémio Nobel da Literatura. Evento está marcado realizar-se entre 12 e 21 de novembro.

José Saramago, escultura Vhils DR Instagram

A Câmara Municipal do Funchal recebeu uma doação da obra completa de José Saramago, escritor português galardoado com o prémio Nobel da Literatura.

São mais de 30 livros cedidos, de uma edição que conta nas suas capas com títulos manuscritos por diferentes autores, por parte de Violante Saramago Matos, filha de José Saramago.

O presidente da Câmara do Funchal, Miguel Gouveia, deixou o seu “profundo reconhecimento e agradecimento à Violante Saramago Matos pela oferta deste património incontornável, não só da cultura portuguesa, mas também da literatura europeia e mundial. Estes pensamentos escritos de José Saramago agora enriquecem o património cultural do município e ficarão disponíveis a todos os funchalenses, e madeirenses, na Biblioteca Municipal do Funchal”.

O autarca sublinhou que “a oferta desta obra acaba por simbolizar também a forma agregadora como a Cultura deve sempre estar. Estar para si, estar para os outros e estar para o Mundo. Cada um destes livro possuí o título com a caligrafia de um autor diferente, todos em torno de Saramago, procurando prestar o seu tributo àquele que foi um dos maiores escritores Portugueses e Prémio Nobel da Literatura em 1998, o que também nos orgulha de sobremaneira”.

Feira do Livro do Funchal vai homenagear José Saramago

O presidente da Autarquia anunciou que a Feira do Livro do Funchal, marcada para se realizar entre 12 a 21 de novembro, irá prestar homenagem à vida e obra de José Saramago, “no mês em que o escritor completaria 99 anos, a CMF vai associar-se ao centenário do seu nascimento, que se inicia em novembro e decorre ao longo de 2022, fazendo a Feira do Livro do Funchal em torno desse vulto maior da literatura portuguesa que foi José Saramago”.

O autarca referiu que irá existir “uma conversa entre filha, Violante Saramago Matos, a companheira e Presidente da Fundação José Saramago, Pilar del Río, e Carlos Reis, responsável pela programação do centenário. Acreditamos que será uma Feira memorável e que temos todos os motivos para poder reunir em torno de uma obra que fala, para além de espaço e de tempo, fala sobre pessoas, sobre aquilo que somos e sobre aquilo que sentimos. Tudo isso é intemporal”.

O presidente da autarquia salientou ainda a maneira como “a Violante tem contribuído para o desenvolvimento cultural do Funchal e da Região” e agradeceu por a partir de hoje “podermos contar na nossa cidade com esta vasta e rica obra para desfrute de todos”.

Ler mais
Recomendadas

Funchal contrata 19 novos colaboradores

A autarquia do Funchal passa a contar com mais cinco Técnicos de Educação Física, quatro Técnicos de Informática, três Psicólogos, e sete Assistentes Administrativos.

SESARAM nomeia Fábio Camacho como coordenador geral do ACES

A nomeação para o cargo tem um período de três anos.

Qual é a diferença entre marketplace e e-commerce?

Nas suas compras virtuais procure o selo CONFIO que é um certificado atribuído a plataformas que cumprem as melhores práticas do mercado digital e da utilização da Internet e tenha sempre em atenção à sua cibersegurança, questione e procure informação em caso de dúvidas.
Comentários