Campanha de Joe Biden arrecada 40 milhões de euros após nomeação de Kamala Harris

O montante arrecadado decorreu nas primeiras 48 horas desde que Biden anunciou, na terça-feira, 11 de agosto, que Kamala Harris seria a sua companheira de campanha.

A campanha do candidato democrata à presidência Joe Biden angariou 48 milhões de dólares (40 milhões de euros) desde que nomeou a senadora Kamala Harris como candidata democrata à vice-presidência, avançou a “Reuters” esta sexta-feira, 14 de agosto.

O montante arrecadado decorreu nas primeiras 48 horas desde que Biden anunciou Kamala Harris como a sua companheira de campanha, revelou uma fonte próxima dos candidatos à “Reuters” na noite de quinta-feira, 13 de agosto.

Joe Biden escolheu Kamala Harris na terça-feira, 11 de agosto, para vice-presidente, tornando-a na primeira mulher negra em campanha presidencial pelo partido democrata dos Estados Unidos. Ao todo, no mês de julho a campanha de Joe Biden acumulou 140 milhões de dólares (118 milhões de euros).

Segundo a “Reuters”, o democrata estava sob pressão para escolher uma mulher negra para sua vice-presidente tendo em conta a agitação social sobre a injustiça racial que tem abalado a América, uma matéria que tem sido amplamente debatida depois da morte do afro-americano George Floyd.

Kamala Harris, uma senadora de 55 anos da Califórnia tornou-se a segunda senadora negra dos EUA quando foi eleita em 2016 e ajudará a mobilizar os afro-americanos a votar, o eleitorado mais leal do partido democrata. Há quatro anos, a fraca adesão dos eleitores negros à campanha de 2016 de Hillary Clinton contribuiu para a derrota da democrata para Donald Trump.

A “Reuters” também aponta que a escolha de Kamala Harris para se juntar à campanha atribui um significado positivo pela idade de Joe Biden, de 77 anos, a pessoa mais velha a candidatar-se a presidente dos Estados Unidos. A idade de Biden tem gerado especulações de que se for eleito será presidente apenas durante um mandato, fazendo com que Kamala Harris seja uma possível candidata a presidente pelo partido democrata em 2024.

Ler mais
Relacionadas

Kamala Harris estreia-se em campanha: “Temos um presidente que se preocupa mais consigo do que com as pessoas”

Além das criticas a Donald Trump, Kamala Harris destacou que Joe Biden é “a única pessoa que serviu ao lado do primeiro presidente negro, e escolheu a primeira mulher negra como sua companheira”

Kamala Harris: uma radical para acompanhar um conservador

A escolha de Joe Biden serve para fazer a ponte entre as alas da esquerda e da direita do Partido Democrata – afinal, o mesmo que fez o próprio Biden durante 12 anos junto de Barack Obama. No Twitter, Donald Trump já lançou esse estigma.

Eleições EUA: Joe Biden escolhe primeira mulher negra para vice-presidente

Joe Biden partilhou no Twitter que teve “a grande honra” de nomear Harris para ser a sua número 2 e descreveu-a sendo “uma das melhores funcionárias do país”
Recomendadas

Oxfam: 1% mais ricos do mundo são responsáveis por mais do dobro das emissões poluentes do que 50% mais pobres

O relatório alertou ainda para o consumo excessivo do carbono por parte dos mais ricos, assumindo que estes estão a esgotar o “orçamento de carbono” mundial, sustentando que este é “finito”.

Reino Unido em fase crítica da pandemia, alerta diretor-geral de Saúde

“A tendência no Reino Unido está a ir em direção contrária e estamos a entrar num ponto crítico da pandemia”, admitiu o diretor-geral de Saúde de Inglaterra, Chris Whitty. “Estamos a analisar os dados para perceber como gerir a propagação do vírus antes que chegue um inverno desafiador”, explicou o médico consultor.

Biden diz que substituição no Supremo antes das eleições é “exercício de poder brutal”

“Se o Presidente Trump insiste em dar um nome, o Senado não deverá agir antes que os americanos possam escolher o seu próximo Presidente e o seu próximo Congresso”, prosseguiu o antigo vice-presidente de Barack Obama, que lidera as sondagens nacionais para a corrida à Casa Branca.
Comentários