PremiumCAP defende estrutura própria para gerir nova vaga de fundos europeus

Eduardo Oliveira e Sousa, presidente da Confederação dos Agricultores de Portugal, advoga que o avultado volume de fundos comunitários que o país aguarda a partir de 2021 deverá ser gerido por uma entidade específica, na dependência direta do primeiro-ministro.

Eduardo Oliveira e Sousa, presidente da CAP – Confederação dos Agricultores de Portugal, em entrevista exclusiva ao Jornal Económico, defendeu a criação de uma estrutura específica própria ou a nomeação de uma já existente para a gestão dos fundos comunitários previstos no âmbito dos diversos planos de recuperação económica traçados pela União Europeia para fazer face ao impacto negativo da Covid-19.

“Defendemos a criação de uma entidade responsável pela gestão destes fundos, que proceda a uma gestão integrada dos mesmos. Não queremos que estes fundos sejam repartidos por cada um dos Ministérios. Tem de ser uma entidade que esteja na dependência direta do primeiro-ministro, tem de estar na proximidade do seu gabinete, não pode depender de estruturas de nível hierárquico inferior na Administração Pública”, revelou Eduardo Oliveira e Sousa.

Conteúdo reservado a assinantes. Para ler a versão completa, aceda aqui ao JE Leitor

Recomendadas

Vindimas 2020: na Bairrada, uvas de qualidade irrepreensível

Amanhã, será a vez de caminharmos para o interior do país, em direção aos produtores da região do Dão, com destaque para a Quinta da Taboadella, pertencente à Amorim Family Estates, e para a Quinta de Lemos.

Consumo de azeite em Portugal deve subir 7% acima da produção em 2020

As previsões são da associação de produtores nacionais Olivum, que assinala que Portugal é o primeiro país em produção de azeite virgem extra no mercado mundial.

Vindimas 2020: nos vinhos verdes, equilíbrio entre o álcool e a acidez

Amanhã, será a vez de seguir mais para sul em direção aos produtores de vinhos da região da Bairrada, com destaque para as Caves do Solar de São Domingos e para a Quinta dos Abibes.
Comentários