Carlos Lobo: “Só a transparência do Estado aumenta a luta contra a corrupção”

Partner da EY falou sobre a fraude fiscal como crime de risco subjacente muito superior ao que era nos anos 90 durante a Conferência Internacional sobre Prevenção e Deteção do Branqueamento, que decorre nesta quinta-feira em Lisboa.

Cristina Bernardo

“A função do Estado é garantir a igualdade. Hoje em dia, o crime de fraude fiscal é um crime com grau de risco subjacente muito superior aos anos 90”, disse Carlos Lobo, partner da EY, na terceira Conferência Internacional sobre Prevenção e Deteção do Branqueamento, que decorre nesta quinta-feira em Lisboa.

Falando ainda sobre a economia digital e o perigo de fuga, Carlos Lobo reforçou nesta iniciativa promovida pelo Observatório Português de Compliance e Regulatório (OPCR) que “só a transparência do Estado aumenta a luta contra a corrupção”.

No auditório da Fundação Calouste Gulbenkian, o partner da EY destacou ainda que os modelos potenciais de branqueamento de capitais são “inorgânicos, capilares e desfragmentados”.

“Temos o problema da jurisdição internacional. O poder de tributar ainda está nos modelos dos anos 90. Hoje em dia, a economia digital leva-nos para atrocidades mais perigosas”, disse.

Recomendadas

Caiado Guerreiro assessora Baobab em negócio em Angola

O escritório foi responsável pelo apoio legal na adjudicação de duas unidades têxteis ao grupo, avaliadas em cerca de 420 milhões de euros.

Advogados celebram hoje o Dia Pro Bono em Portugal

O tema deste ano é: “O Pro Bono reinventado na resposta à(s) crise(s) – preparar o futuro”. O evento é organizado pela Associação Pro Bono Portugal, Cuatrecasas, FCB Advogados, PLMJ, Sérvulo & Associados, SRS Advogados, VdA e pelo programa de apoio jurídico da Reuters, o TrustLaw.

“Regulação dos robôs vai exigir quebra de paradigma ontológico e epistemológico”

Eduardo Magrani defende que, antes de se pensar nas questões éticas em torno dos robôs há que compreender filosoficamente a ética dos animais, “que está atrasada”.
Comentários