Carlos Lobo: “Só a transparência do Estado aumenta a luta contra a corrupção”

Partner da EY falou sobre a fraude fiscal como crime de risco subjacente muito superior ao que era nos anos 90 durante a Conferência Internacional sobre Prevenção e Deteção do Branqueamento, que decorre nesta quinta-feira em Lisboa.

Cristina Bernardo

“A função do Estado é garantir a igualdade. Hoje em dia, o crime de fraude fiscal é um crime com grau de risco subjacente muito superior aos anos 90”, disse Carlos Lobo, partner da EY, na terceira Conferência Internacional sobre Prevenção e Deteção do Branqueamento, que decorre nesta quinta-feira em Lisboa.

Falando ainda sobre a economia digital e o perigo de fuga, Carlos Lobo reforçou nesta iniciativa promovida pelo Observatório Português de Compliance e Regulatório (OPCR) que “só a transparência do Estado aumenta a luta contra a corrupção”.

No auditório da Fundação Calouste Gulbenkian, o partner da EY destacou ainda que os modelos potenciais de branqueamento de capitais são “inorgânicos, capilares e desfragmentados”.

“Temos o problema da jurisdição internacional. O poder de tributar ainda está nos modelos dos anos 90. Hoje em dia, a economia digital leva-nos para atrocidades mais perigosas”, disse.

Recomendadas

Marsh Portugal entra no negócio de Private Equity e Fusões e Aqusições

Com a presença do Pedro Pereira, a Marsh Portugal reforça o seu posicionamento enquanto consultor de riscos, com uma equipa dedicada à prática de Private Equity e Mergers & Acquisitions.

Vítor Santos: “Rotatividade faz-se quase sempre entre as Big Four”

A rotavidade do auditor imposta pela Comissão do Mercado de Valores Mobiliários “é positiva”, mas na maioria das vezes não abrange as auditoras de pequena dimensão, diz o sócio de Auditoria da DFK & Associados.

PremiumO advogado que ensinou gerações de estudantes de Direito

Com a fundação da Cuatrecasas/Gonçalves Pereira, o advogado protagonizou uma das mais importantes fusões da advocacia ibérica. Ao longo da carreira representou o país em organismos internacionais. Faleceu no passado dia 9 de setembro, aos 83 anos.
Comentários