Carta de eurodeputada do PSD propõe 10 medidas ao Governo para relançar turismo

Entre as medidas apresentadas estão: criação de selo europeu de certificação de qualidade sanitária e de orientações para os Estados Membros, de forma a transmitir confiança ao consumidor (turista); apoio financeiro direto aos Estados-Membros mais afetados com base no critério do impacto do Turismo no PIB, para apoiar entre outros as medidas de segurança sanitária nos transportes e turismo.

Uma carta aberta deixou 10 sugestões ao ministro da Economia, Pedro Siza Vieira, a António Costa, primeiro-ministro, e Rita Marques, secretária de Estado do Turismo, para o relançamento do turismo e viagens, divulgou Cláudia Aguiar, eurodeputada do PSD, para responder à crise provocada pelo coronavírus covid-19.

Entre as medidas apresentadas pela eurodeputada social democrata estão:

– Criação de selo europeu de certificação de qualidade sanitária e de orientações para os Estados Membros, de forma a transmitir confiança ao consumidor (turista);
– Definição de um plano de repatriamento de Turistas em caso de novo surto;
– Clarificação em matéria de direitos dos passageiros e das viagens organizadas (clarificação de reembolsos e vouchers);
– Apoio financeiro direto aos Estados-Membros mais afetados com base no critério do impacto do Turismo no PIB, para apoiar entre outros as medidas de segurança sanitária nos transportes e turismo;
– Apoios à manutenção de rotas menos atractivas, em especial com os Açores e Madeira;
– Colocar em prática um Observatório ao nível da União para análise de dados que permita calcular a dimensão dos danos, as tendências e evolução de mercado que sirva de suporte às decisões;
– Recentrar o financiamento de campanhas promocionais do destino Europa para o mercado interno;
– Garantir que o novo Quadro Financeiro Plurianual (2021-2027) contemple uma linha de orçamento para o Turismo, tal como aprovada há vários anos pelo Parlamento Europeu;
– Estabelecimento de um Mecanismo Permanente de Gestão de Crises na União, tal como proposta do Parlamento Europeu;
– Elaboração da Estratégia Europeia para o Turismo (a 5 anos).

Na mesma carta Cláudia Aguiar salientou que o turismo e as viagens empregaram cerca de um milhão de pessoas, em 2019, em Portugal, o que corresponde a 18,6% do total de emprego Nacional. Este setores foram responsáveis por 23,5% do total de exportações, ou seja, 22 mil milhões de euros, acrescentou a eurodeputada.

Cláudia Aguiar afirmou ainda que Portugal é o 3º país europeu com maior dependência do Turismo e Viagens, onde o peso, por via direta e indireta, no PIB é de 16,5 %. Independentemente do formato faz sentido que o apoio seja concedido aos Estados-Membros de acordo com o peso do setor no PIB.

[frames-chart src=”https://s.frames.news/cards/receitas-do-turismo/?locale=pt-PT&static” width=”300px” id=”172″ slug=”receitas-do-turismo” thumbnail-url=”https://s.frames.news/cards/receitas-do-turismo/thumbnail?version=1585743845896&locale=pt-PT&publisher=www.jornaleconomico.sapo.pt” mce-placeholder=”1″]

Recomendadas
medina_candidatura_1

Sondagem. Medina com nove pontos de vantagem sobre Moedas

Sondagem feita para a “RTP/Público”, aponta que Medina poderá reeleger entre sete a oito vereadores, a um lugar da maioria absoluta. Já Carlos Moedas poderá eleger entre cinco a seis vereadores.

Conselho de Ministros prepara-se para devolver ‘antigo normal’ aos portugueses esta quinta-feira (com áudio)

A próxima e última fase de desconfinamento prevê que restaurantes, cafés e pastelarias deixem de ter limite máximo de pessoas por grupo, quer no interior quer em esplanadas; estabelecimentos e equipamentos deixam também de ter limites de lotação, tal como os espetáculos culturais e eventos como casamentos e batizados. Mas regras só deverão entrar em vigor a 1 de outubro.

“Reabertura das discotecas pode contribuir para fim dos ajuntamentos”, diz presidente da junta do Bairro Alto e Cais do Sodré

“Desde o último desconfinamento que aumentaram bastante os ajuntamentos na freguesia, nomeadamente, na zona do Bairro Alto e na Zona do Cais Sodré. Estes ajuntamentos são muito superiores aos que se verificaram antes do Covid”, conta a autarca Carla Madeira.
Comentários