Cartão ou dinheiro? Conheça as vantagens de pagar em numerário

É essencial garantir que numa economia cada vez mais digital, os consumidores dependentes de dinheiro físico não sejam excluídos e que o direito de escolha sobre o meio de pagamento a utilizar seja uma decisão individual, baseada em informação clara e adequado à sua realidade.

O conjunto diversificado de meios de pagamento significou novos desafios para os consumidores. A DECO alerta os consumidores para estes desafios e reforça a ideia que o formato de pagamento que tem mais vantagens para os consumidores é o pagamento em dinheiro físico (notas e moedas).

Numa sociedade cada vez mais atenta às novidades tecnológicas e ao conforto e comodidade que estas proporcionam, a utilização do digital tem vindo a ganhar espaço no quotidiano de muitos consumidores. A pandemia da Covid-19 e a consequente aplicação de medidas de controlo e mitigação promoveram também o aumento significativo da utilização do digital, inclusive com o incentivo ao uso de meios de pagamento eletrónicos, como por exemplo a utilização de cartões de pagamento com tecnologia contactless.

Desafios dos meios digitais de pagamento

A promoção do digital no sector bancário, sobretudo, nos meios de pagamento tem trazido desafios ao consumidor mais vulnerável, isto é, àquele que não tem acesso a estas novas ferramentas ou que se depara com dificuldades na sua utilização, promovendo-se desta forma a exclusão financeira destes consumidores.

Assistíamos a algo semelhante em 2019, com o fim das cadernetas bancárias e sua substituição por cartões de débito. Esta alteração veio, por um lado, evidenciar a falta de competências de literacia digital e financeira e, por outro, agravar, em muitos casos, os custos para os consumidores com os meios de movimentação da sua conta.

O digital traz também vantagens ao consumidor no que respeita aos meios de pagamento já que os torna, por exemplo, mais seguros. Contudo, associado à sua utilização há um conjunto de custos a que o consumidor deve estar atento, nomeadamente a disponibilização do cartão de débito que poderá implicar o pagamento de anuidades e comissões.

Vantagens do pagamento em numerário

Não devemos esquecer que, segundo dados do Banco de Portugal, o meio de pagamento mais privilegiado continua a ser o numerário, para além de ser o que apresenta um menor custo para o consumidor.

Assim, é essencial garantir que numa economia cada vez mais digital, os consumidores dependentes de dinheiro físico não sejam excluídos e que o direito de escolha sobre o meio de pagamento a utilizar seja uma decisão individual, baseada em informação clara e adequado à sua realidade.

Recomendadas

Portugueses em teletrabalho gastam menos 161 euros por mês, revela estudo

Segundo o inquérito da plataforma Fixando, a poupança deve-se sobretudo às deslocações para os postos de trabalho.

TAP anuncia Punta Cana como nova rota para “reforçar a competitividade”

Em comunicado a TAP refere que está a aproveitar as oportunidades de mercado para “planear e otimizar a sua rede de destinos”, tendo em consideração a sua estratégia de rede de conexão entre a Europa e as Américas. A partir do próximo Inverno, a TAP vai ter um voo direto para Punta Cana, na República Dominicana, com uma oferta de dois voos por semana.

Quer ser reembolsado pelos pagamentos que faz com o telemóvel? Há uma fintech que dá 10%

A aplicação financeira Lydia está a oferecer ‘cashback’ em todas as compras durante o mês de junho para impulsionar os pagamentos digitais em Portugal.
Comentários