PremiumCCISP propõe benefícios fiscais para empresas que paguem propinas

Medida incentivaria as empresas a contribuir para o aumento da formação dos portugueses e integra, segundo revelou Pedro Dominguinhos ao JE, as propostas que o Conselho Coordenador dos Politécnicos vai entregar aos deputados para o debate na especialidade.

DR

Benefícios fiscais para as empresas que paguem as propinas a estudantes é uma das propostas que o Conselho Coordenador dos Institutos Superiores Politécnicos (CCISP) se prepara para apresentar aos partidos com assento parlamentar, revelou Pedro Dominguinhos, presidente do CCISP, ao Jornal Económico. A intenção é que as propostas sejam acolhidas no Orçamento do Estado para 2021em sede da especialidade, onde o documento começou a ser discutido esta quinta-feira após a sua aprovação na generalidade.

“A nossa proposta é que sempre que uma empresa paga propinas num CTESP, numa licenciatura, etc., tenha direito a benefícios fiscais, uma majoração em termos de custos”, no IRC, adianta Pedro Dominguinhos. O também presidente do Politécnico de Setúbal defende que o pagamento das propinas por parte das empresas aumenta o seu “compromisso e empenho”, o que significa, por outro lado, que “poderão pensar na evolução da carreira das pessoas que estão a beneficiar”. Seria mais um ganho para o beneficiado.

Conteúdo reservado a assinantes. Para ler a versão completa, aceda aqui ao JE Leitor

Recomendadas

Torres Vedras vai ter ensino superior em saúde. Polo abre no próximo ano com mestrado em Enfermagem Médico-cirúrgica

O antigo edifício dos Serviços Municipalizados de Água e Saneamento da cidade torreense vai albergar o novo polo do IPLeiria, considerado de grande importância para a escolha da localização do futuro Hospital do Oeste.

Colégios privados reservam-se ao direito de darem aulas online durante pontes dos feriados

A Associação de Estabelecimentos de Ensino Particular e Cooperativo (AEEP) emitiu um comunicado a esclarecer que os colégios privados estão no seu direito de darem aulas online nos dias que antecedem os feriados, apesar da proibição das escolas abrirem fisicamente.

UAveiro impulsiona mudança de hábitos e distribui 239 bicicletas a alunos, professores e funcionários

O projeto, pioneiro em Portugal, é lançado esta segunda-feira, 23 de novembro, e, segundo o reitor Paulo Jorge Ferreira, permite que se façam menos 16 mil quilómetros de carro. Um contributo para um ar mais limpo.
Comentários