CDU perde votos em todos os concelhos da Madeira

O concelho do Funchal foi onde a CDU perdeu mais número de votos: foram menos 975 votos relativamente às últimas eleições. Também em Santa Cruz foram menos 258 votos.

Face às eleições legislativas de 2015 a CDU (PCP – PEV) perdeu votos em todos os concelhos da Madeira, sendo que no total foram menos 1.766  votos.

O concelho do Funchal foi onde a CDU perdeu mais número de votos: foram menos 975 votos relativamente às últimas eleições. Também em Santa Cruz foram menos 258 votos.

No município de Câmara de Lobos o partido perdeu 203 votos e em Machico 85. Menos 69 na Ribeira Brava e 46 na Calheta.

Em Santana foram menos 44 votos, 30 no Porto Santo e menos 29 na Ponta do Sol.Em São Vicente registaram-se menos 18 votos e menos nove no Porto Moniz.

A cabeça de lista pela Madeira da CDU, Herlanda Amado,afirmou no passado domingo, já depois de se saberem os resultados que “há um conjunto de condicionamentos e aqui a bipolarização não pode ser deixada de colocar em cima da mesa, mas a palavra resistir enquanto que outros desapareceram do plano político regional, a CDU resiste e as eleições regionais confirmam”.

Herlanda Amado disse ainda que não se poderiam deixar de colocar em cima da mesa fatores como a abstenção, o número de eleitores que foram às urnas, bem como o número de partidos que estiveram a concorrer.

O partido Juntos pelo Povo teve uma tendência semelhante, com perda de votos em todos os municípios à exceção do município de Santa Cruz  onde conseguiram mais 355 votos.

Ler mais
Recomendadas

EISAP critica “ataque pirata” de Ana Gomes ao Registo Internacional de Navios

A European International Shipowners Association of Portugal considerou que as afirmações “absolutamente levianas e cheias de generalidades” de Ana Gomes sobre o MAR e a frota de quase 600 navios que navegam pelo Mundo arvorando a bandeira Portuguesa “não são próprias de uma ex-diplomata e ex-eurodeputada que tinha a obrigação de conhecer em maior profundidade as matérias que regulam esta atividade antes de se pronunciar sobre as mesmas”.

Madeira e Canárias defendem que controlo sanitário deve ser sempre feito na origem das viagens

Os governos da Madeira e de Canárias querem afirmar esta posição internacionalmente, e “continuar a fazer ver junto da União Europeia que as Regiões Ultraperiféricas têm especificidades próprias que justificam esta defesa”, e alertaram para a necessidade de reforço dos fundos europeus para fazer face aos constrangimentos provocados pelo coronavírus.

Assembleia da República discute três propostas relacionadas com regiões autónomas entre elas a suspensão da Lei das Finanças Regionais

Em discussão vão estar as propostas do PSD e do CDS-PP que visam a suspensão de dois artigos da Lei das Finanças Regionais, e ainda outra proposta do PSD que tem como intuito a suspensão de várias prestações do empréstimo, contraído pela Madeira, junto do Governo da República, no âmbito do Plano de Ajustamento Económico e Financeiro, de modo a que a região autónoma tenha disponíveis mais meios para responder aos impactos provocados pelo coronavírus.
Comentários