Cellnex concluiu aumento de capital de quatro mil milhões de euros com procura histórica de 185 mil milhões

Ao concluir com sucesso o aumento de capital de quatro mil milhões de euros, a Cellnex, que entrou no mercado português este ano, já conseguiu levantar no mercado 7,7 mil milhões de euros nos últimos 18 meses.

A espanhola Cellnex, considerada a maior empresa gestora de infraestruturas de telecomunicações sem fios da Europa, concluiu com sucesso o aumento de capital de quatro mil milhões de euros, com uma procura histórica dos investidores de 185 mil milhões de euros, valor 46,4 vezes acima da oferta. A operação é apresentada em Espanha como o maior aumento de capital realizado na Europa até agora.

De acordo com os dados veiculados pela Comissão Nacional do Mercado de Valores (CNMV), a supervisora do mercado espanhol, 99,45% dos titulares de direitos de subscrição preferenciais participaram na operação que aumentou 26,3% o número de ações da Cellnex em circulação no mercado bolsista. Segundo o jornal “El Economista”, após o anúncio do aumento de capital os títulos da empresa dispararam 8%. Entretanto, a variação foi corrigida, com os títulos a valer hoje mais 4% do que valiam aquando do anúncio da operação.

Ao concluir com sucesso este aumento de capital de quatro mil milhões de euros, a Cellnex, que entrou no mercado português este ano, já conseguiu levantar no mercado 7,7 mil milhões de euros nos últimos 18 meses.

O interesse da Cellnex em angariar fundos juntos dos investidores terá dois motivos que se complementam. Por um lado, a empresa procura garantir o financiamento da sua estratégia de crescimento e planos de expansão da operação. Por outro, aproveitando o interesse dos investidores nas empresas de gestão de torres de telcomunicações, dada a capacidade destas gerarem ganhos a muito longo-prazo – numa altura em que se fala de 5G -, a Cellnex procura enfrentar o aumento do interesse neste tipo de negócio reforçando o seu poder de ação no mercado.

Depois de fechar 2019 com a aquisição da britânica Arqiva por mais de 2,24 mil milhões de euros, a Cellnex entrou em Portugal em janeiro com a aquisição das torres da portuguesa OMTEL por 800 milhões de euros. A compra da OMTEL “dominou a quase totalidade” dos 919 milhões de euros que a Cellnex investiu no primeiro trimestre de 2020.

Já no segundo trimestre, em abril, a Cellnex comprou à NOS 100% NOS Towering, empresa que gere as torres da NOS, numa operação que envolveu um investimento inicial de cerca de 375 milhões de euros e o compromisso adicional de investir até mais 175 milhões de euros para expansão da rede. Este negócio já recebeu ‘luz verde’ da Autoridade da Concorrência.

A Cellnex conta com uma carteira de 50.000 ativos repartidos por Espanha, Itália, Holanda, França, Suíça, Reino Unido, Irlanda e Portugal. A empresa é cotada no mercado contínuo da bolsa de valores espanhola e faz parte dos índices seletivos IBEX 35 e EuroStoxx 600.

Ler mais
Recomendadas

Transportes Metropolitanos de Lisboa aprovado pelo Conselho Metropolitano

A Área Metropolitana de Lisboa detém a totalidade da empresa, que vai o património da empresa OTLIS – Operadores de Transportes da Região de Lisboa.

Autoeuropa confirma intenção de não renovar contrato a 120 trabalhadores, revela sindicato

“A Autoeuropa reafirmou a intenção de não renovar os contratos com os 120 trabalhadores. E nós, mais uma vez, reafirmámos que isso não faz qualquer sentido. E que, na nossa opinião, havia alternativas para recolocar estes trabalhadores em outras áreas na fábrica”, disse o dirigente do SITE-SUL, Sindicato dos Trabalhadores das Indústrias Transformadoras, Energia e Atividades do Ambiente do Sul.

Singularity Digital Enterprise colabora na base de dados digital da Fundação José Neves

O trabalho desta empresa portuguesa para a ferramenta de informação “Brighter Future” consistiu na análise de mais de 200 milhões de registos provenientes de mais de 2.500 fontes de dados diferentes.
Comentários