Cenário de corte das taxas de juro do BCE faz BCP tombar mais de 5%

A entidade bancária está a desvalorizar 5,43%, para 0,23 euros, apesar de na segunda-feira ter apresentado uma subida homóloga de 13% no lucro dos primeiros seis meses deste ano para 169,8 milhões de euros.

As acções do Millennium BCP estão a cair 5,2% para 0,23 euros, na manhã desta terça-feira devido a uma forte possibilidade do Banco Central Europeu (BCE) avançar com cortes nas taxas de juro, uma vontade partilhada pelo Banco do Japão (BoJ) e da Reserva Federal dos Estados Unidos (Fed), conforme apontam vários traders contactados pela Reuters.

O Banco do Japão voltou a demonstrar rapidez para dar gás à economia através de cortes nas taxas de juro diretoras, estando apenas a aguardar pela decisão da Fed, que se reúne durante os dias 30 e 31 de julho.

O BCP apresentou na segunda-feira os resultados dos primeiros seis meses de 2019, onde registou uma subida homóloga de 13% no lucro, para 169,8 milhões de euros, mas a forte pressão para os cortes nas taxas de juro está a sobrepor-se e a arrastar as suas ações, tendo já sido negociadas 25.452.520 acções até ao momento.

“No BCP, os lucros aumentaram 13%, neste semestre e o número de clientes continua a aumentar, tanto em Portugal como na Polónia”, referiu Carla Maia, trader da XTB, salientando que “a margem do Banco está ’em xeque’ com a possibilidade do BCE avançar com medidas de cortes nas taxas de juro”.

A margem financeira (diferença entre os juros cobrados nos empréstimos e pagos nos depósitos) do Millennium bcp subiu 7,6% para 740,1 milhões de euros entre janeiro e junho. Desde a última reunião da Reserva Federal norte-americana, nos dias 18 e 19 de julho, nas quais ganhou maior força os cortes nas taxas de juro a curto-prazo, as acções do Millennium bcp caíram quase 17%.

Relacionadas

Tombo superior a 2,5% do BCP penaliza PSI 20

O principal índice bolsista português (PSI 20) perde 0,27%, para 5.121,21 pontos.

Lucro do BCP sobe 13% para 170 milhões no primeiro semestre

Em comunicado divulgado no site da CMVM, o BCP explicou a lucro foi “impulsionado pela expansão dos proveitos ‘core’ e pela redução das imparidades e provisões”. O banco ganhou 55 milhões com a venda de dívida pública portuguesa.

BCP na Polónia com lucros de 77,9 milhões afetados pelo Eurobank

Os lucros do Millennium Bank, detido pelo BCP a 50,1%, fecharam abaixo do registado no ano passado, o motivo é a integração do recém comprado Eurobank que só deverá ter um reflexo positivo nas contas do grupo a partir de 2020, já considerando os custos de integração.
Recomendadas

BCP e CTT levam PSI 20 ao ‘vermelho’ no fecho da sessão

Praça lisboeta fechou a sessão desta terça-feira com uma descida de 0,08% para 5.303,81 pontos, seguindo a tendência da maioria das suas congéneres europeias.

Alterações climáticas poderão provocar crise financeira mais grave do que a de 2008

O Banco de Compensações Internacionais (BIS) alertou para a necessidade de os bancos centrais “mais proactivos” em preconizar esforços maiores para mitigar as consequências do aquecimento global e das alterações climáticas. “As catástrofes climáticas são mais sérias do que a maioria das crises financeiras sistémicas: podem ameaçar a  humanidade”, frisou a instituição no livro “Cisne Verde: Bancos Centrais e Estabilidade Financeira na Era das Alterações Climáticas”, do Banco de Compensações Internacionais”, que foi hoje publicado.

“Show me the money”

Chegou a hora de analistas ou investidores “exigirem” resultados que justifiquem as avaliações bem ricas com que os títulos negoceiam.
Comentários