Centro de Química da Madeira introduz sistema que permite aumento da produtividade

Com a introdução de um sistema de optimização de recursos e de aumento da produtividade, o centro pretende “otimizar os processos de funcionamento usados na investigação através da padronização dos métodos de utilização, organização, manutenção e limpeza de materiais e equipamentos do Laboratório, e de uma gestão eficiente de recursos humanos e materiais, assim como de custos e tempo de trabalho”.

O Centro de Química da Madeira (CQM), da Universidade da Madeira, introduziu um sistema de optimização de recursos e de aumento da produtividade, no seu laboratório do futuro, que é baseado na estratégia dos 5 S’s de Kaizen – Sort, Set in Order, Shine, Standardize e Sustain, e no método de “Lean Lab” de Downtime.

Com a introdução deste sistema o CQM quer “otimizar os processos de funcionamento usados na investigação através da padronização dos métodos de utilização, organização, manutenção e limpeza de materiais e equipamentos do Laboratório, e de uma gestão eficiente de recursos humanos e materiais, assim como de custos e tempo de trabalho”.

Este plano inclui: atualização periódica do inventário de materiais e reagentes, de forma a antecipar necessidades, e minimizar gastos e/ou outros desperdícios; gestão dos acessos dos investigadores do CQM ao Laboratório do Futuro; gestão do posicionamento estratégico do material e dos equipamentos no espaço laboratorial, de modo a reduzir os movimentos dos investigadores na realização de tarefas triviais; realização de manutenções regulares e preventivas aos equipamentos para evitar avarias; elaboração periódica de regras e sinalização intuitivas; padronização e simplificação das normas de utilização de equipamentos e do espaço, de maneira  a reduzir a necessidade de formação individual.

Com a introdução deste sistema o CQM espera criar um cultura de melhoria contínua entre os seus utilizadores/investigadores e para uma gestão eficiente dos recursos disponíveis, pela redução de gastos e desperdícios, e para o aumento da produtividade e eficácia na execução dos trabalhos de investigação.

Recomendadas

Saiba que seguros deve contratar num crédito à habitação

Para além do seguro vida, existe ainda outro seguro exigido pelos bancos. Referimo-nos ao seguro multirrisco, que visa, sobretudo, contratar a proteção da casa. Este tipo de seguro apresenta cobertura contra incêndios e fenómenos sísmicos. Também neste caso, o consumidor pode contratar noutra instituição que não a do banco onde conseguiu o crédito habitação.

JPP defende baixa do IVA na restauração para a taxa mais reduzida

Para o partido esta descida ajudava na liquidez e permitiria desafogar a carga fiscal das empresas.

Presidente da Assembleia da Madeira insiste em apoio europeu urgente a empresas e sociedade

O presidente da Assembleia da Madeira alertou para as consequências provocadas pela pandemia, nas áreas da saúde, económicas, e sociais , reforçando que as pessoas “estão a passar grandes privações, é preciso que a ‘bazuca financeira’ seja disparada rapidamente”.
Comentários