Centros de inspeção automóvel reabrem hoje após tribunais considerarem “ilegal” o encerramento

Em novembro de 2016, o Instituto de Mobilidade e Transportes (IMT) emitiu, na sua página oficial, que os centros de inspeções de Sines, Seia, Castelo Paiva e Ponte de Lima não se adaptaram às exigências técnicas impostas dentro do prazo legalmente estabelecido.

Os grupos CIMA e Inspecentro adiantaram, em comunicado, que “os centros de inspeção automóvel de Ponte de Lima e Seia reabriram hoje e o da Figueira da Foz reabrirá na terça-feira”.

Segundo cita a Lusa, “Estas decisões judiciais vão ao encontro dos legítimos interesses do grupo CIMA e Inspecentro que sempre defendeu, junto do Instituto de Mobilidade e Transportes (IMT)  e do seu Conselho Diretivo, a ilegalidade das suas deliberações”.

Os grupos consideram que “as deliberações do IMT causaram igualmente avultados prejuízos à economia local, aos fornecedores dos centros encerrados e a milhares de automobilistas que confiavam as suas inspeções automóveis aos respetivos centros”.

Na sexta-feira, as empresas revelaram a decisão dos tribunais administrativos do Norte e Sul que declararam “ilegal” o encerramento daqueles centros.

Em novembro de 2016, o Instituto de Mobilidade e Transportes (IMT) emitiu, na sua página oficial, que os centros de inspeções de Sines, Seia, Castelo Paiva e Ponte de Lima não se adaptaram às exigências técnicas impostas dentro do prazo legalmente estabelecido.

 

 

 

 

 

Ler mais
Recomendadas

Lucro trimestral da Toyota cai 74% devido a queda de vendas durante o confinamento

O lucro da construtora de automóveis japonesa Toyota caiu 74% no último trimestre, face ao mesmo período do ano passado, devido à queda para metade da venda de carros causada pela pandemia da Covid-19, anunciou esta quinta-feira a empresa.

BMW regista perdas de 362 milhões de euros no primeiro semestre de 2020

Esta verba representa uma quebra de 82,5% em relação ao período homólogo de 2019. No segundo trimestre, as perdas do grupo automóvel foram de 212 milhões, em comparação com o lucro de 1.480 milhões alcançado no segundo trimestre de 2019.

Ministério Público está investigar descarrilamento de Alfa Pendular

Questionada na sexta-feira pela Lusa, a PGR confirmou hoje “a instauração de inquérito” relativo ao descarrilamento do Alfa Pendular. Segundo a PGR, o inquérito foi aberto na primeira secção do Departamento de Investigação e Ação Penal (DIAP) de Coimbra.
Comentários