CGD limita impressão de talões de saldos e movimentos a um por semana

Segundo o “Jornal de Negócios” os talões impressos quando há levantamento de dinheiro vão poder continuar a ser requisitados sempre que o cliente precisar.

Os clientes da Caixa Geral de Depósitos (CGD) vão passar a estar limitados a imprimir apenas um talão de saldos e movimentos por semana.

Segundo uma notícia avançada pelo “Jornal de Negócios“, e confirmada pelo Jornal Económico, este limite apenas vai acontecer nos pedidos de saldos e movimentos. Aqueles que são impressos quando são feitos pagamentos ou quando há um levantamento de dinheiro vão continuar a poder ser requisitados sempre que o cliente precisar.

O limite à impressão de talões é aplicado apenas fora da rede de caixas automáticas da CGD e não existe previsão para quando a limitação vai chegar às agências da Caixa. A decisão foi tomada depois da CGD ter realizado um estudo que concluiu a impressão destes talões geralmente é feita não por necessidade mas por hábito.

 

Recomendadas

PremiumCrescimento dos depósitos das empresas ‘amortece’ fim das moratórias

Banca recebeu indicações para encontrar soluções caso a caso. Muitas empresas utilizaram apoios para constituir depósitos.

Sabe como identificar notas roubadas?

Quando recebe notas de alguém deve estar atento para evitar aceitar notas roubadas. Este episódio do BdP Podcast traz-lhe algumas informações úteis: dá-lhe a conhecer formas de saber se as notas que lhe passam pela frente foram obtidas num furto.

PremiumSantander Totta avança com cerca de 210 despedimentos

O Banco Santander Totta vai comunicar esta sexta-feira à Comissão de Trabalhadores que tem 210 trabalhadores com quem não foi possível chegar a acordo e como tal são elegíveis para o despedimento colectivo.
Comentários