Chegou a primeira plataforma de empréstimos coletivos imobiliários em Portugal

Já está disponível a primeira plataforma de empréstimos coletivos imobiliários em Portugal, a Portugal Crowd, onde qualquer pessoa pode investir a partir de 50 euros.

A Portugal Crowd é uma plataforma tecnológica que pretende ligar diretamente as pessoas que querem investir-emprestando e receber uma determinada rentabilidade, às pessoas ou empresas, que pretendem receber um empréstimo e têm um imóvel que pode ser entregue como garantia real. São os empréstimos coletivos com garantia hipotecária.

Trata-se de uma nova forma de investimento e financiamento da economia com garantia real imobiliária e taxas de juro que variam entre os 6% e os 9%.

A Portugal Crowd funciona como um ponto de contacto direto entre pessoas que pretendem investir e pessoas (ou empresas) que pretendem obter um empréstimo. A grande atratividade para os Investidores no conceito da Portugal Crowd, reside na garantia real imobiliária que é requerida a quem pede o empréstimo.

Através deste modelo de empréstimos coletivos, uma pessoa ou empresa é financiada diretamente por várias pessoas/investidores.

Basicamente permite a massificação dos investimentos imobiliários. Por um lado, qualquer pessoa com um reduzido valor de investimento pode ter acesso a oportunidades com rentabilidades acima da média (geralmente vedadas aos pequenos investidores) e, por outro, assume-se como alternativa ao financiamento bancário (complexo e burocrático), para quem procura empréstimos.

Qualquer pessoa, desde que maior de idade, com NIF português e registada na plataforma Portugal Crowd, pode investir. Cada oportunidade tem um intervalo de investimento por pessoa de 50 euros (mínimo) e 2.499 euros (máximo).

“Numa altura em que a sociedade, através da nova economia baseada na digitalização, se multiplica em alternativas ao sistema clássico de comércio, financiamento, investimento, entre outros, a Portugal Crowd surge, apresentando uma alternativa de investimento e financiamento atrativa, simplificando processos e eliminando custos recorrentes de grandes estruturas, passado essas poupanças para o beneficio direto das pessoas. Tudo isto com a garantia hipotecaria para a correspondente minimização do risco”, salienta Bruno Libreiro, CEO da Portugal Crowd.

O Crowdlending é uma recente tendência de empréstimos coletivos nos EUA e na Europa e agora também Medio Oriente e que vale hoje mais de 13 mil milhões de euros. As maiores plataformas de empréstimos coletivos são a Zopa e Funding Circle (UK) e o Lending Club (USA).

Existe também o Crowdlending Real Estate (com garantia imobiliária), território no qual a Portugal Crowd se posiciona. A titulo de referências internacionais de referir ainda a plataforma LENDINVEST com sede em Londres que já financiou perto de 1000 milhões de euros desde o seu lançamento em 2008. Outras referências são: Fundrise (USA), Durise (Dubai).

Ler mais
Recomendadas

Startups colaboram com o Governo para criar medidas de apoio ao empreendedorismo

Movimento tech4COVID19 entregou documento com propostas e reuniu-se esta segunda-feira com o secretário de Estado para a Transição Digital. Os signatários propõem que se estenda os requisitos de elegibilidade ao ‘lay-off’, aceitando as microempresas ou PME que tenham recebido investimentos de investidores registados na CMVM ou de ‘business angels’

Tecnologia portuguesa esclarece dúvidas online sobre a Covid-19

O “Assistente Digital Covid-19” foi lançado esta quinta-feira por um consórcio entre a Escola de Medicina da Universidade do Minho, a Faculdade de Medicina Universidade do Porto, a startup bracarense Automaise e a ‘spin-off’ HLTSYS.

Investigadores e engenheiros portugueses desenvolvem ventilador de código aberto

É um aparelho de emergência para ser utilizado nas unidades de cuidados intensivos dos hospitais, que foi criado por voluntários no âmbito do movimento “Project Open Air”.
Comentários