Cidades portuguesas estão oito vezes acima do limite de poluição por veículos diesel

A notícia é dada pelo jornal “Público” que mostra dados da Agência Portuguesa do ambiente que indicam que os níveis nacionais, estão acima dos registados na Alemanha.

Os automóveis a diesel estão a elevar os níveis de poluição nas cidades portuguesas oito vezes acima do limite permitido pela Comissão Europeia. O jornal “Público” relata esta quinta-feira que, de acordo com a última norma, a Euro 6, que se encontra em vigor desde 2015, que as emissões de óxido de azoto (NOx) não poderiam ultrapassar as 80 mg/km, mas que nos meios urbanos nacionais se regista um valor de 641 mg/km.

Apesar de ter registado uma melhoria entre 2011 e 2015, Portugal ultrapassou os valores legais permitidos e neste momento a emissão de óxido de azoto, já é superior ao das cidades alemãs que registam 507 mg/km.

Os veículos a diesel continuam a ser dos mais vendidos em território nacional, tal como acontece no resto da Europa. No ano passado as vendas destes automóveis representaram 60,9% do total de vendas dos carros ligeiros de passageiros, ainda assim longe dos 72,3% registados em 2013.

Já as vendas dos carros híbridos ou elétricos têm vindo a subir, tendo representado 4,7% das vendas em 2017.

Relacionadas

Lisboa é a segunda cidade europeia com rede de carros partilhados 100% elétrica

Através da empresa espanhola Emov, este novo serviço irá disponibilizar a partir de hoje 150 viaturas totalmente elétricas em regime de ‘carsharing’ na capital.
Recomendadas

Madeira: PS ignora tudo o que tem sido feito para a consolidação de escarpas, diz PSD

“Temos tecnologia de ponta que é capaz de antecipar fenómenos como galgamentos e deslizamentos e um bom sistema de alerta de aluviões e deteção de incêndios”, garantiu o deputado do PSD Higino Teles.

Electrão premia tradutora e Infraestruturas de Portugal por ações em prol do ambiente

Lídia Nascimento destacou-se entre os vários ativistas pela recolha de 30 toneladas de lixo nos últimos três anos, além de realizar acções de sensibilização nas escolas e promover a alimentação sustentável, com vista à redução do consumo de carne e de peixe.

Central dessalinizadora no Algarve é um “seguro de água”

Ministro do Ambiente destaca 200 milhões do PRR para o Algarve para garantir que “algarvios não vão ter menos água no futuro”.
Comentários