PremiumCimeira Biden-Putin arrisca novo fracasso entre potências

Nenhuma das partes parece ter grandes perspetivas face ao encontro entre os dois líderes. Mas, para lá das divergências conjunturais, as duas potências estão condenadas a manterem uma relação estrutural.

Tudo indica que a cimeira entre os presidentes da Rússia e dos Estados Unidos, Vladimir Putin e Joe Biden, que terá lugar em Genebra, na Suíça, a 16 de junho, tem tudo para não correr bem: as declarações tanto de Moscovo como de Washington são no mínimo cautelosas quanto ao encontro, quando não mesmo abertamente divergentes. Isso mesmo ficou patente no encontro de há três semanas entre o secretário de Estado norte-americano, Antony Blinken, e o ministro dos Negócios Estrangeiros da Rússia, Sergei Lavrov, findo o qual nenhum dos dossiês analisados teve um mínimo desenvolvimento.

De então para cá, as coisas só têm piorado, com Biden a repetir que a sua primeira preocupação em relação a Moscovo é a agenda que implica a Rússia e a União Europeia – recheada de muitas diferenças e algumas incógnitas – e Putin a reafirmar que não recebe lições de democracia de um país que passou pela vergonha internacional do assalto ao Capitólio em 6 de janeiro passado.

Conteúdo reservado a assinantes. Para ler a versão completa, aceda aqui ao JE Leitor

Recomendadas

PremiumSuba: A um nível superior

E na freguesia de Santa Catarina, no bairro da Bica, junto ao miradouro do Adamastor, que se localiza um dos tesouros menos conhecidos da capital, o Hotel Verride Palácio Santa Catarina.

PremiumJoão Rodrigues: De câmara e fato de neoprene, a sua missão é salvar os oceanos

Premiado internacionalmente e colaborador regular da revista “National Geographic Portugal”, João Rodrigues não prescinde da sua câmara para divulgar os mares portugueses e sensibilizar a comunidade para a importância da sua conservação.

PremiumAbreu faz parceria na Guiné para responder a investidores

Crescente interesse de investidores na Guiné-Bissau levou a Abreu Advogados a reforçar a sua relação com a Armindo Serqueira Advogados, alargando a capacidade da rede em países de língua portuguesa.
Comentários