Cinco mil pessoas vão estrear concerto pós-Covid em Barcelona

“Este é mais um pequeno passo para podermos realizar concertos e eventos culturais”, apontou o Dr. Boris Revollo, virologista envolvido na criação dos protocolos de saúde para este tipo de eventos após o número de casos no país estabilizar.

EPA/ALEJANDRO GARCIA

Em Portugal, os concertos e eventos musicais permanecem a ser adiados devido a incertezas, mas Barcelona começa hoje os testes para verificar se os concertos serão um lugar seguro no futuro, aponta o “The Guardian”.

Este sábado, uma banda de rock vai juntar cinco mil pessoas num único espaço. Estes elementos do público realizaram o teste Covid-19 no mesmo dia, para verificar que todos testavam negativo para evitar surtos antes do evento cultural.

Segundo a publicação, a banda recebeu uma autorização especial por parte das autoridades de saúde de Espanha e de Barcelona, uma vez que se trata do primeiro espetáculo após a Covid-19 em que os espectadores se podem misturar livremente mas têm de usar máscara de forma obrigatória. Atualmente, Espanha limita os encontros a um máximo de quatro pessoas em espaços fechados.

Pessoas com doenças cardíacas, cancro ou quem esteve em contacto com alguém infetado com Covid-19 nas últimas semanas foram aconselhados a não se inscreverem para participar no evento, uma vez que poderiam gerar um surto de grande tamanho. Os testes rápidos de antigénio foram realizados esta manhã, e quem testou negativo recebeu um código no telemóvel para mostrar à entrada.

Com os bilhetes entre os 23 e os 28 euros, o concerto encontra-se esgotado há alguns dias. O custo do bilhete inclui o teste antigénio e uma máscara facial de elevada qualidade.

“Este é mais um pequeno passo para podermos realizar concertos e eventos culturais”, apontou o Dr. Boris Revollo, virologista envolvido na criação dos protocolos de saúde para este tipo de eventos após o número de casos no país estabilizar. Em dezembro do ano passado, já tinha sido organizado um concerto com 500 pessoas e os resultados do estudo mostraram que a pré-triagem com os testes rápidos e o uso de máscara fizeram do evento um sucesso na prevenção de novos casos.

Ao contrário do último evento, não irá existir um grupo de controlo fora do concerto. Caso os espectadores tenham suspeitas que contraíram o vírus, por apresentarem sintomas, foi-lhes pedido para informarem a equipa do doutor Revollo, que irá fazer uma análise à taxa de infeção entre os mesmo cinco mil espectadores nos dias posteriores ao evento, para verificar se foram originados contágios.

Ler mais
Recomendadas

Malásia decreta restrições para travar nova vaga da pandemia

O chefe do Governo malaio justificou as medidas com a pressão no sistema de saúde, devido ao aumento de casos da covid-19 e à presença no país da variante no novo coronavírus detetada na Índia.

Variante detetada na Índia presente em 44 países, afirma Organização Mundial de Saúde

Esta semana, a OMS classificou esta variante do novo coronavírus como “de preocupação ou de interesse global” por estudos indicarem ser mais contagiosa do que o vírus original.

Mais de um milhão de portugueses estão vacinados contra a Covid-19

Dos cidadãos inoculados, 204.147 milhões de pessoas tomaram uma dose da vacina contra a Covid-19, segundo a Direção-Geral da Saúde.
Comentários