CITEVE, universidades e empresas criam cabine que inativa a Covid-19

Uma parceria alargada entre o centro de investigação têxtil e algumas empresas permitiu a criação da máquina, que já vai a caminho do Museu Guggenheim de Bilbau.

Twitter

Uma parceria entre a fabricante MTEX NS, o centro de investigação CITEVE e a Universidade Católica permitiu a criação do chamado PHYS: uma cabine que inativa o SARS-CoV-2 em peças de vestuário, calçado e outros objetos. A inovação já está a ser comercializada: além de várias redes e colégios privados em Espanha, a PHYS vai também estar presente como equipamento do Museu Guggenheim de Bilbau.

O projeto, que teve esta manhã a sua apresentação final, assume um elevado potencial muito para além do combate à Covid-19, referem os seus responsáveis: é, que para além de inativar o vírus, a cabine – precisamente porque provoca essa inativação – permite que os equipamentos de proteção individual (EPI) passem a ser reutilizáveis. Ora, segundo os seus responsáveis, essa caraterística é um enorme avanço do ponto de vista ambiental mas também em termos da redução de custos no sector da saúde.

Foi a partir do CITEVE, com transmissão online e ligação à Faculdade de Biotecnologia da Universidade Católica, que os tês promotores apresentaram o desenvolvimento do projeto, que envolveu também algumas empresas e outras entidades privadas.

Numa abrangência pouco comum, as experiências, monitorização e mensuração da cabine foram levadas a cabo na Salsa – têxtil do grupo Sonae – que instalou o equipamento na sua loja de Santa Catarina, no Porto; e ainda a Academia do FC Famalicão.

Segundo os responsáveis, a  ideia partiu da necessidade de encontrar tecnologias sustentáveis de desinfeção de produtos têxteis para inativar vírus, fungos e bactérias. A MTEX NS é uma empresa especialista em tecnologias de impressão digital para têxteis, que se empenhou em avançar com soluções no combate à Covid-19. A PHYS está no mercado desde finais de Dezembro.

Recomendadas

CEO da TAP afirma que crise dos combustíveis teve “impacto é negativo mas ainda não é possível quantificar”

“O resultado é negativo porque não é algo que pudesse ser previsto”, afirmou Cistine Ourmières-Widener, que falava na Conferência Internacional de Controlo de Tráfego Aéreo, promovida pela Associação portuguesa dos Controladores de Tráfego Aéreo (APCTA).

Combustíveis. Famílias com desconto de 10 cêntimos por litro até março, anuncia Governo

O desconto vai ser aplicado nos primeiros 50 litros mensais através do IVAucher, anunciou o ministro das Finanças. Medida custa 133 milhões aos cofres públicos e entra em vigor em novembro.

Transtejo vai disponibilizar “transportes alternativos” enquanto se mantiverem constrangimentos na ligação fluvial Montijo-Lisboa

Em alternativa às ligações fluviais, todos os detentores de passagens válidas, poderão recorrer a serviços rodoviários dedicados, encarregues de fazer a ligação entre o terminal do Barreiro e Lisboa.
Comentários