CITEVE, universidades e empresas criam cabine que inativa a Covid-19

Uma parceria alargada entre o centro de investigação têxtil e algumas empresas permitiu a criação da máquina, que já vai a caminho do Museu Guggenheim de Bilbau.

Twitter

Uma parceria entre a fabricante MTEX NS, o centro de investigação CITEVE e a Universidade Católica permitiu a criação do chamado PHYS: uma cabine que inativa o SARS-CoV-2 em peças de vestuário, calçado e outros objetos. A inovação já está a ser comercializada: além de várias redes e colégios privados em Espanha, a PHYS vai também estar presente como equipamento do Museu Guggenheim de Bilbau.

O projeto, que teve esta manhã a sua apresentação final, assume um elevado potencial muito para além do combate à Covid-19, referem os seus responsáveis: é, que para além de inativar o vírus, a cabine – precisamente porque provoca essa inativação – permite que os equipamentos de proteção individual (EPI) passem a ser reutilizáveis. Ora, segundo os seus responsáveis, essa caraterística é um enorme avanço do ponto de vista ambiental mas também em termos da redução de custos no sector da saúde.

Foi a partir do CITEVE, com transmissão online e ligação à Faculdade de Biotecnologia da Universidade Católica, que os tês promotores apresentaram o desenvolvimento do projeto, que envolveu também algumas empresas e outras entidades privadas.

Numa abrangência pouco comum, as experiências, monitorização e mensuração da cabine foram levadas a cabo na Salsa – têxtil do grupo Sonae – que instalou o equipamento na sua loja de Santa Catarina, no Porto; e ainda a Academia do FC Famalicão.

Segundo os responsáveis, a  ideia partiu da necessidade de encontrar tecnologias sustentáveis de desinfeção de produtos têxteis para inativar vírus, fungos e bactérias. A MTEX NS é uma empresa especialista em tecnologias de impressão digital para têxteis, que se empenhou em avançar com soluções no combate à Covid-19. A PHYS está no mercado desde finais de Dezembro.

Recomendadas

Livro revela que Elon Musk tentou ser CEO da Apple, mas dono da Tesla desmente rumor

“Não quero ser CEO de nada”, escreveu o Elon Musk na rede social Twitter na passada sexta-feira.

Testes de ‘stress’ do BCE analisaram Novo Banco entre os 51 médios e pequenos bancos abrangidos

De acordo com os dados publicados pela instituição, o banco liderado por António Ramalho poderia, num cenário adverso, perder entre 600 e 899 pontos base e atingir um CET1 ‘fully loaded’, ou seja, tendo em conta futuras exigências de capital, abaixo de 8%.

Discotecas podem reabrir no domingo com regras da restauração, afirma associação

“Um estabelecimento que é considerado como discoteca tendo o CAE de bar, à imagem daquilo que os bares podem fazer, neste momento, que é estar abertos até às duas da manhã, com regras da restauração, sendo que estas regras da restauração não é obrigatoriedade de servir comida, mas sim têm a ver com distanciamento entre mesas, o número limitado de pessoas por mesa ou a exigência de certificado digital à porta durante o período de fim de semana, portanto estas regras da restauração aplicadas aos bares permitem também a discotecas com CAE de bar que o façam”, declarou o presidente da ADN.
Comentários