CITEVE, universidades e empresas criam cabine que inativa a Covid-19

Uma parceria alargada entre o centro de investigação têxtil e algumas empresas permitiu a criação da máquina, que já vai a caminho do Museu Guggenheim de Bilbau.

Twitter

Uma parceria entre a fabricante MTEX NS, o centro de investigação CITEVE e a Universidade Católica permitiu a criação do chamado PHYS: uma cabine que inativa o SARS-CoV-2 em peças de vestuário, calçado e outros objetos. A inovação já está a ser comercializada: além de várias redes e colégios privados em Espanha, a PHYS vai também estar presente como equipamento do Museu Guggenheim de Bilbau.

O projeto, que teve esta manhã a sua apresentação final, assume um elevado potencial muito para além do combate à Covid-19, referem os seus responsáveis: é, que para além de inativar o vírus, a cabine – precisamente porque provoca essa inativação – permite que os equipamentos de proteção individual (EPI) passem a ser reutilizáveis. Ora, segundo os seus responsáveis, essa caraterística é um enorme avanço do ponto de vista ambiental mas também em termos da redução de custos no sector da saúde.

Foi a partir do CITEVE, com transmissão online e ligação à Faculdade de Biotecnologia da Universidade Católica, que os tês promotores apresentaram o desenvolvimento do projeto, que envolveu também algumas empresas e outras entidades privadas.

Numa abrangência pouco comum, as experiências, monitorização e mensuração da cabine foram levadas a cabo na Salsa – têxtil do grupo Sonae – que instalou o equipamento na sua loja de Santa Catarina, no Porto; e ainda a Academia do FC Famalicão.

Segundo os responsáveis, a  ideia partiu da necessidade de encontrar tecnologias sustentáveis de desinfeção de produtos têxteis para inativar vírus, fungos e bactérias. A MTEX NS é uma empresa especialista em tecnologias de impressão digital para têxteis, que se empenhou em avançar com soluções no combate à Covid-19. A PHYS está no mercado desde finais de Dezembro.

Recomendadas

Sonae reforça posição na Sonae Sierra ao comprar 10% do capital desta à Grosvenor

O grupo com sede na Maia passa assim a deter 80% da Sonae Sierra, depois de adquirir 10% por uns estimados 82,16 milhões de euros à Grosvenor.

CEO do Goldman Sachs anuncia investimento de 156 mil milhões de dólares na sustentabilidade

David Solomon, presidente e CEO da Goldman Sachs, anunciou o progresso anual rumo ao compromisso do banco norte-americano em termos de Sustainable Finance Commitment. O banco norte-americano quer que os EUA regressem ao Acordo de Paris.

Administração da Semapa diz que preço da OPA da Sodim é o adequado

A administração da Semapa considera a OPA oportuna e o preço de 11,40 euros, bem como as restantes condições, são as adequadas.  A Semapa também diz que a OPA não prevê a necessidade de proceder a alterações às condições atuais dos trabalhadores e que o perfil de risco de crédito da empresa não será alterado.
Comentários