Cláudia Monteiro de Aguiar reforça importância de fundos europeus para acessibilidades

A social-democrata deu como exemplo a via rápida que liga Câmara de Lobos ao Estreito, “obra que veio reforçar a acessibilidade a esta freguesia, dando-lhe uma nova centralidade”.

A candidata do PSD-Madeira às eleições europeias, Cláudia Monteiro de Aguiar, reforçou, no passado domingo, a importância dos fundos europeus, nomeadamente na área das acessibilidades. Cláudia Monteiro de Aguiar deu como exemplo a via rápida que liga Câmara de Lobos ao Estreito, “obra que veio reforçar a acessibilidade a esta freguesia, dando-lhe uma nova centralidade”.

A social-democrata assumiu que vai continuar a trabalhar no Parlamento Europeu para que os programas e o financiamento europeu sejam mantidos e, se possível reforçados, “de modo a corresponder às necessidades da Região, nos seus onze concelhos”.

Cláudia Monteiro de Aguiar visitou alguns pontos da freguesia do Estreito de Câmara de Lobos, lembrando. que 50% da produção de vinho Madeira é proveniente desta localidade. A candidata do PSD garantiu “continuar a lutar” para que os apoios destinados à agricultura e aos caminhos agrícolas sejam reforçados, assim como que o seu âmbito seja alargado, para que mais pessoas e mais projetos possam ser contemplados.

“As pessoas da freguesia do Estreito de Câmara de Lobos contribuíram, muito na construção civil, para o desenvolvimento da Madeira e é com elas que também queremos continuar a afirmar mais Madeira na Europa”, rematou.

Recomendadas

Livro de reclamações eletrónico passa a ser obrigatório a entidades sob fiscalização da ASAE, alerta Deco

Estes dois formatos de livros de reclamações, o físico e o online, são obrigatórios e a comunicação sobre a existência do mesmo deve estar afixado de forma visível.

PS revela preocupação com orientações estratégicas para turismo da Madeira

Os socialistas reivindicaram ainda um reforço para a promoção da Madeira. O PS refere que uma receita fiscal direta de 167 milhões de euros, e um investimento de 10 milhões de euros, é prova do “efeito multiplicador” do turismo na economia da Madeira.

CDU insiste em implementação de eco-taxa para minimizar pegada ecológica da Madeira

O partido alertou que a Madeira tem as “taxas mais elevadas” nos aeroportos e que é “necessário combater” essa realidade. “É preciso baixar essas taxas e reverter o processo de privatização do aeroporto”, sublinhou Ricardo Lume, deputado da CDU.
Comentários