Clique para rezar. Vaticano adere às novas tecnologias e lança rosário inteligente

O próprio Papa Francisco tem um perfil pessoal no ‘Click To Pray’, onde está em permanente contacto com milhares de pessoas no mundo para orar diariamente com os seguidores da Igreja Católica.

Reuters

No mês dedicado aos missionários, o Vaticano e a rede mundial de oração do Papa lançaram um rosário inteligente: ‘Click To Pray eRosary’. O lançamento aconteceu no passado dia 15 de outubro, mês em que também se celebra do mês do rosário.

Este é um dispositivo interativo, inteligente e orientado para aplicações, que serve como uma ferramenta para aprender a rezar o rosário da paz no mundo. O dispositivo pode ser utilizado como uma pulseira e é ativado imitando o símbolo da cruz. Este rosário interativo está sincronizado com uma aplicação gratuita no telemóvel, que permite o acesso a um guia com áudio, imagens exclusivas e conteúdo personalizado sobre a oração do rosário, segundo a Vatican News.

O dispositivo com cunho de criação do Vaticano está ao alcance de qualquer um e destina-se ao mundo digital e a millennials, servindo como uma ferramenta de ensino tendo como base a tecnologia, ajudando os jovens a rezar e contemplar o Evangelho. “O projeto reúne o melhor da tradição espiritual da Igreja e os mais recentes avanços do mundo tecnológico”, sustenta o Vaticano.

Este rosário interativo assemelha-se a um rosário normal, com dez pendente de pedra e uma cruz inteligente que armazena os dados tecnológicos, que está em constante ligação com a aplicação no smartphone. Quando é ativado, o utilizador tem a possibilidade de escolher entre rezar o rosário padrão, um rosário contemplativo ou rosários temáticos atualizados todos os anos.

O próprio Papa Francisco tem um perfil pessoal no ‘Click To Pray’, onde está em permanente contacto com milhares de pessoas no mundo para orar diariamente com os seguidores da Igreja Católica.

Recomendadas

Greta Thunberg vai ao parlamento português entre final do mês e início de dezembro

Há uma semana, os deputados da comissão parlamentar de Ambiente aprovaram, por unanimidade, a proposta para a vinda da ativista sueca a Portugal.

Renda acessível. Câmara de Lisboa vai propor novo modelo até ao final do ano

Fernando Medina referiu que o novo modelo “não é o original”, mas notou que “é o possível” neste momento, não adiantando mais pormenores acerca da proposta que submeterá à apreciação do executivo.
Comentários