Cofres da Madeira com mais 35 milhões de euros mas gastos também sobem

As receitas fiscais subiram 5%, enquanto que os gastos com aquisição de bens e serviços aumentaram 13% e 25% nos juros e outros encargos.

O Governo da Madeira angariou mais 35 milhões de euros de receita até outubro, conforme indica a Direcção Regional do Orçamento e Tesouro. Contudo a despesa subiu 122 milhões de euros.

Até outubro tinham entrado nos cofres do Governo Regional 1.052 milhões de euros, o que contrasta com os 1.017 milhões de euros do período homólogo.

Apesar de as receitas serem maiores, o executivo madeirense aumentou a sua despesa de 1.010 milhões de euros para os 1.133 milhões de euros.

Nas receitas salienta-se o aumento de 5% nas receitas fiscais e da subida em 7% nos impostos indiretos. Os impostos directos sofreram uma quebra de 0,3%.

Quanto à despesa verificou-se um aumento de 13% na aquisição de bens e serviços, e de 25% nos juros e outros encargos.

O aumento na despesa por via da aquisição de bens e serviços é explicada pelo executivo pelos encargos com as SCUTS, e o aumentos dos juros e outros encargos com os acordos de regularização de dívida.

Ler mais
Recomendadas

Funchal apresenta “argumentos fortes” a Boris Johnson

Presidente da Câmara escreveu a PM britânico a sublinhar que a Madeira tomou “todas as medidas necessárias” para garantir aos turistas “férias seguras”, enquanto desfrutam de “clima temperado”.

Lucro do PSD foi de 891 mil euros em 2019

O partido reduziu o passivo em 13%. “A situação de falência técnica foi ultrapassada e os fundos patrimoniais reforçados”, afirma o secretário-geral adjunto, Hugo Carneiro.

Presidente diz que controlo do vírus na Madeira foi “rápido e eficiente”

Marcelo Rebelo de Sousa está este fim de semana no Funchal a conhecer as plataformas para acompanhar, em tempo real, a evolução da doença nos lares e escolas. A visita surge depois de Câmara de Lobos ter sido alvo de uma cerca sanitária.
Comentários