Collision Avoidance e Sense Glove vencedores dos prémios de inovação da Altice

Um projecto de segurança aérea e outro de uma luva que ajuda a detectar cancro vencem prémios de inovação da Altice

Altice International Innovation Award anunciou os vencedores com projetos reconhecidos na Academia e Startups. Um projecto de segurança aérea e outro de uma luva que ajuda a detectar cancro foram os vencedores da quinta edição desta iniciativa da Altice que tem como intuito “reforçar o posicionamento de Portugal no desenvolvimento da inovação”, refere a Altice em comunicado, divulgado esta quarta-feira.

O projeto Collision Avoidance on Unmanned Aerial Vehicles using Deep Neural Networks é um framework “conceptual focado em veículos aéreos não tripulados, autónomos e em rede, para prevenção da colisão com objetos de reduzida dimensão, procurando atingir níveis aceitáveis de segurança e confiabilidade”, lê-se na nota. O projecto é da autoria de Dário Pedro.

Por sua vez, o SenseGlove é “um dispositivo médico de rastreio doméstico e portátil, que complementa o convencional autoexame mamário e que está conectado a uma aplicação móvel”.

A iniciativa, proposta pela startup Glooma, reuniu o maior consenso e conseguiu assegurar o primeiro lugar, entre os projetos finalistas apurados.

 

Recomendadas

PremiumDiretor-geral da AWS diz que Portugal “está num caminho fantástico”

A empresa de computação na nuvem do grupo Amazon prevê que o investimento de 2,5 mil milhões de euros em Espanha também seja benéfico para o mercado português.

Fundo da CGD pede insolvência pessoal do empresário Alfredo Casimiro

Fundo imobiliário Fundimo, da Caixa Geral de Depósitos, tem 973 mil euros a receber da Urbanos, a empresa de transportes detida por Alfredo Casimiro, que é também o principal acionista da Groundforce.

Lesados do BES em França enviam “mensagem” a futuro Governo

“Estamos aqui neste novo protesto para dizer aos políticos em Portugal que o nosso caso não está resolvido. Isto é uma mensagem no fim de 2021 para o futuro Governo, que vai ser eleito em janeiro, diz Carlos Costa dos Santos, coordenador dos Emigrantes Lesados Unidos (ELU), em declarações à Agência Lusa.
Comentários