Comissões bancárias crescem 0,7% na Madeira

Os juros de depósitos caíram de 17,4 para os 10,4 milhões de euros na Madeira.

As comissões recebidas pelas instituições bancárias da Madeira, onde encaixam bancos, caixas económicas e caixas de crédito agrícolas, atingiram os 27 milhões de euros, mais 0,7% em comparação com o período homólogo, de acordo com os dados da Direcção Regional de Estatística (DREM).

Nos juros e proveitos equiparados da banca madeirense chegou aos 49,7 milhões de euros, o que representa uma subida de 26%, face ao ano anterior, onde se angariou 39,4 milhões de euros.

Já nos juros e custos houve uma descida de 27,3 para 17 milhões de euros por parte de bancos, caixas económicas e caixas de crédito agrícolas presentes na Madeira.

Os juros de depósitos de clientes ficou nos 10,7 milhões de euros, em 2018, o que contrasta com os 17,4 milhões de euros no período homólogo.

Recomendadas

Madeira: Governo Regional vai criar linha de crédito bonificada de cinco milhões de euros para setor primário

As medidas de apoio do Executivo regional ao setor agrícola e agroalimentar regional incluem ainda a aquisição às agroindústrias locais, para posterior redistribuição às Instituições de Solidariedade Social da RAM, até 120 mil euros de produtos lácteos diversos.

Cristiano Ronaldo e Jorge Mendes doam cinco ventiladores à Madeira

Para o Governo Regional, “a cedência destes equipamentos ao SESARAM e à Região vai aumentar a capacidade de resposta ao doente crítico no combate à pandemia”, juntando-se aos 99 ventiladores de que a região dispõe.

Madeira quer restringir para 120 o número de passageiros desembarcados

Miguel Albuquerque argumentou que esta não é uma questão de “autorizar ou facultar o regresso” dos madeirenses que querem regressar, considerando ser “humano e compreensível” que todos queiram estar com os seus entes queridos.
Comentários