Como se diz “olá” em coreano?

UMinho vai lançar este semestre cursos livres de línguas em 12 idiomas. Dos mais previsíveis aos mais exóticos.

DR

O BabeliUM – Centro de Línguas da Universidade do Minho é uma babel dos tempos modernos. Babel no sentido da diversidade dos idiomas que oferece, para dotar os participantes de mais competências linguísticas e para lhes proporcionar um conhecimento mais profundo das respetivas culturas.

A pioneira na introdução de cursos livres de línguas e culturas estrangeiras para o público em geral no ensino superior em Portugal, aposta no ensino de 12 línguas este semestre, nos seus campos de Gualtar, em Braga, e Azurém, em Guimarães.

Além das línguas mais previsíveis, como espanhol, francês, inglês, italiano e alemão, também propõe cursos de língua japonesa, coreana, árabe, russa e galega, bem como língua gestual portuguesa e português língua estrangeira (PLE).

As inscrições já estão abertas e o início das aulas está previsto para meados de janeiro, decorrendo até maio ou julho, consoante os níveis de aprendizagem (A1 a C1) e as modalidades (anual, semestral e intensivo). Os cursos são lecionados por falantes nativos dos idiomas disponibilizados, com formação e experiência de docência.

A UMinho ensina português a estrangeiros há 27 anos. E o ritual mantém-se: os cursos anual e semestral de PLE arrancam a 3 de fevereiro e a 2 de março. Existe ainda a possibilidade de uma formação intensiva de 72 horas no mês de julho. Regra geral, a procura é grande e os alunos são oriundos dos quatro cantos do mundo: Iraque, Colômbia, China, Tanzânia, Egipto e EUA são apenas alguns exemplos. As formações incluem avaliação e certificação de acordo com o Quadro Europeu Comum de Referência para as Línguas (QECRL).

O BabeliUM nasceu a 26 de setembro de 2009, Dia Europeu das Línguas, e além de projetos de formação e promoção do multilinguismo e das culturas, também disponibiliza serviços de tradução, interpretação, legendagem e revisão de textos, quer no âmbito académico, quer para a comunidade em geral.

Ler mais
Recomendadas

Católica-Lisbon: 17,6 foi nota mínima de entrada em Economia e Gestão

A corrida aos cursos da escola de negócios liderada por Filipe Santos foi grande. Resultado? As notas de entrada para o ano letivo 2020/21 subiram.

Mestrados de Finanças e Gestão da Nova SBE integram top 50 do mundo

A escola de Daniel Traça obtém ainda um 16º. lugar com o mestrado em Gestão Internacional da Aliança CEMS, que integra com 32 escolas de gestão. No QS World University Ranking 2021 figuram também mestrados da Católica-Lisboa, Faculdade de Economia do Porto e ISCTE-IUL.
Foto: European Inventor Award 2016

Portuguesa Elvira Fortunato vence Horizon Impact Award 2020

A inovação da cientista e Vice-reitora da Universidade Nova de Lisboa permitiu desenvolver o primeiro écran produzido com materiais sustentáveis, já comercializado por diversas empresas.
Comentários