PremiumComo vai evoluir o comércio eletrónico em Portugal no novo ano?

O comércio eletrónico continuou a consolidar-se em Portugal em 2018.

José Veiga: CEO Insania

“O comércio eletrónico continuou a consolidar-se em Portugal em 2018. No entanto, houve sinais de players internacionais que 2019 será um ano de mudanças pelas instalações que se avizinham”.

Carlos Magalhães: CEO da Wegho, empresa de serviços de homecare

“Na mesma tendência que nos últimos anos, esperamos que o setor do e-commerce continue a crescer acima de 10%. Atualmente, quatro em cada 10 portugueses compra online e a perspectiva é que este rácio continue a subir.

Estes dados do nosso setor face ao nosso pioneirismo em Portugal a vender serviços de homecare de forma totalmente digital faz-nos antever um 2019 de grande crescimento.”

Paulo Pimenta: CEO do Kuanto Kusta

“[Temos uma] previsão de um grande crescimento (dois dígitos) no sector do e-commerce, com aumento da oferta e concorrência”.

Conteúdo reservado a assinantes. Para ler a versão completa, aceda aqui ao JE Leitor

Ler mais
Recomendadas

PremiumA OPA da CTG à EDP vai sobreviver?

Foi a Oferta Pública de Aquisição (OPA) do ano no âmbito nacional, mas que toca em vários pontos do globo. A 11 de maio, a China Three Gorges (CTG), que já detém 23,37% da EDP, ofereceu 3,26 euros por ação para comprar a totalidade da energética portuguesa, e lançou uma OPA paralela para adquirir a EDP Renováveis.

PremiumRecrutamento e Universidades: como está a ser encarada a chegada do novo ano?

“Em 2019, deverão ser criadas oportunidades sobretudo nas áreas das Tecnologias da Informação, Hotelaria e Turismo, Shared Service Centers, Customer Care e Retalho.”

Premium“Não podemos prever o futuro, mas podemos criá-lo”. O que esperam as multinacionais em 2019?

“Para 2019, antevê-se que o crescimento económico será mais dinâmico nos EUA que na Europa, que confirmará um desenvolvimento mais lento em linha com o que se verifica atualmente, assim como iremos continuar a assistir à desaceleração da economia chinesa.”
Comentários